SINDPROF denuncia repreensão injusta aos professores

PorSheilla Ribeiro,7 mai 2020 17:18

O Sindicato Democrático dos Professores (SINDPROF) denunciou hoje que existem alguns professores que estão a ser pressionados e censurados por parte de algumas direcções de escolas por não estarem a conseguir atingir totalmente os objectivos consignados.

Através da sua página no Facebook, o sindicato lembra que com a propagação da COVID-19 e, consequentemente, a declaração do Estado de emergência no país, o governo adoptou o ensino a distância com grande foco no Programa Televisivo e radiofónico “Aprender e estudar em casa”, bem a disponibilização de fichas e acompanhamento dos alunos por parte dos professores.

Face a isto, o SINDPROF reconhece que nem todos os professores têm materiais informáticos e Internet “suficiente” para acompanhar os alunos. Além disso, acusa o sindicato, há professores que ainda recebem salários “aquém do desejado”, mas que têm se esforçado para cumprir com as orientações, por isso, solicita uma maior compreensão e melhor orientação pedagógica.

“Repudiamos toda a espécie de censura que possa existir, neste momento, contra a classe docente uma vez que Todos sem excepção têm tentado dar o melhor de si. O momento actual não é de chantagem, mas sim de compreensão e trabalho conjunto, pois só assim atingirmos o objectivo almejado”, lê-se.

Finalizando o SINDPROF diz que os professores, “com as poucas condições que têm”, vão fazendo aquilo que podem “desafiando o desconhecido e chegando gradativamente ao cume” .

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,7 mai 2020 17:18

Editado porSara Almeida  em  15 fev 2021 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.