Coronavírus: O dia em revista

PorDulcina Mendes,3 jul 2020 19:12

Cabo Verde registou hoje 81 casos e não 83 como foi divulgado no boletim epidemiológico. Praia com 39 casos confirmados, Santa Cruz quatro, Santa Catarina de Santiago 10, Sal 20, São Miguel dois, São Domingos um e São Salvador do Mundo cinco.

Os dados foram rectificados pelo Director Nacional de Saúde, Artur Correia, na habitual conferência de imprensa sobre a COVID-19 no país.

Hoje há 13 casos suspeitos, menos quatro do que ontem, sendo Praia com dois, Santa Catarina de Santiago cinco, Tarrafal de Santiago três, Ribeira Brava em São Nicolau dois e São Miguel um.

A nível do país, conforme Artur Correia, até às 15h00 de hoje, foi registado um total de 711 doentes internados, mais 70 do que ontem. A Praia com 343, Santa Cruz 72, São Miguel três, Santa Catarina 61, Sal 224, São Vicente três, Ribeira Grande Santo Antão dois, Maio dois e Ribeira Brava São Nicolau um. Em Tarrafal de Santiago e Boa Vista não há nenhum doente internado.

Em relação aos doentes que necessitam de mais cuidados, e que estão internados a nível dos hospitais, hoje há 23 doentes, sendo 13 no Hospital Agostinho Neto; Hospital Santa Rita Vieira em Santa Catarina de Santiago com oito e Hospital Regional de Ramiro Figueira no Sal com dois. Já o Hospital Batista de Sousa não tem nenhum doente internado.

Dos 13 doentes internados no Hospital Agostinho Neto, informou, um está em estado crítico.

O país contabilizar neste momento 1382 casos positivos acumulados e 15 óbitos.

E hoje, o Primeiro-Ministro, Ulisses Correia e Silva disse que encara com normalidade o facto de Cabo Verde ter ficado fora da lista dos países que podem viajar para União Europeia. O Governo pretende reabrir a fronteira de Cabo Verde em Agosto.

A lista dos autorizados será revisada a cada duas semanas, e inclui Argélia, Austrália, Canadá, Geórgia, Japão, Montenegro, Marrocos, Nova Zelândia, Ruanda, Sérvia, Coreia do Sul, Tailândia, Tunísia e Uruguai e a China sob critérios de reciprocidade.

O porta-voz da reunião do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire disse hoje que o Governo criou uma equipa para reforçar a fiscalização e regularização do cumprimento das determinações e estratégias de confinamento visando a prevenção da contaminação do novo coronavírus no país. Isso numa altura em que o número de infectados pela COVID-19 não pára de aumentar no país.

Essa fiscalização ficará a cargo da Direcção Nacional da Saúde, Inspecção Geral das Actividades Económicas (IGAE), Inspecção Geral do Trabalho, Polícia Nacional, Polícia Judiciária, Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros, Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) e as câmaras municipais.

E disse ainda que a Direcção Nacional da Saúde, a Direcção Nacional da Administração Pública, a Agência de Aviação Civil, o Instituto Marítimo e Portuário, a Direcção Geral dos Transportes Rodoviários e a Entidade Reguladora Independente de Saúde e outras instituições são também chamadas a intervir.


COVID no mundo

A Comissão Europeia deu hoje ‘luz verde’ à comercialização do antiviral Remdesivir, que se torna assim o primeiro medicamento autorizado ao nível da União Europeia para tratamento da COVID-19.

O número de mortes devido a COVID-19 em África subiu para 10.658 e há 433.500 infectados, segundo os números mais recentes sobre a pandemia no continente.

A pandemia da COVID-19 já provocou mais de 521 mil mortos e infectou mais de 10,88 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço mais recente feito pela agência France-Presse (AFP).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,3 jul 2020 19:12

Editado porSara Almeida  em  23 set 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.