Legislativas 2021: INSP apela ao cumprimento de todas as medidas de prevenção contra a COVID-19

PorDulcina Mendes,1 abr 2021 12:21

Tendo em conta o arranque, hoje, da campanha para as legislativas de 18 deste mês, o Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) apela aos partidos políticos, aos candidatos, às direcções das campanhas eleitorais e à população em geral para primarem pelo cumprimento de todas as medidas de prevenção contra a COVID-19.

Em comunicado, o INSP lembra que as medidas de prevenção como uso das máscaras, distanciamento social, lavagem e desinfecção das mãos devem continuar antes, durante e no pós-eleições. 

O INSP frisa que a pandemia da COVID-19 tem sido um dos maiores desafios que o país já enfrentou nos últimos anos com implicações para todos os sectores da actividade, desde a saúde, economia, cultura, educação, turismo transportes, entre outros, com repercussão socioeconómica negativa na vida das pessoas

“Desde de Março de 2020, altura em que foi registado o primeiro caso de COVID-19, que as autoridades nacionais e a sociedade civil têm levado a cabo um intenso combate para minimizar o impacto da pandemia no Sistema Nacional de Saúde, no país, e sobretudo na vida das pessoas”, sublinha. 

Conforme o INSP, este combate tem-se norteado essencialmente pelas medidas de prevenção como a organização e reforço da comunicação de risco, medidas de vigilância, “com o controlo a nível das fronteiras e reforço da capacidade de diagnóstico, medidas de abordagem aos casos, com a melhoria dos pacotes essenciais de cuidados, com objectivo de evitar a sobrecarga dos serviços de saúde devido ao aumento e propagação da infecção, e consequentemente aumento de casos de doença e óbitos no país”.  

As medidas devem ser continuadas neste período eleitoral, alerta assim o Instituto, nomeadamente durante a campanha que hoje arrancou.

O INSP frisa ainda as medidas recomendadas:

- Uso obrigatório de máscaras correctamente e sempre, em todas as actividades de campanha; 

- Manter o distanciamento físico e social e evitar aglomerações; 

- Evitar o contacto físico (beijos, abraços e apertos de mãos); 

- Incentivar e criar condições para a lavagem das mãos sempre, pelas equipas de campanha e 

- Dar o bom exemplo no cumprimento das medidas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,1 abr 2021 12:21

Editado porSara Almeida  em  16 abr 2021 10:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.