Ilha da Boa Vista suspende actividades desportivas, culturais e de lazer

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,3 abr 2021 11:35

​As autoridades da ilha cabo-verdiana da Boa Vista suspenderam temporariamente, a partir de hoje, todas as actividades desportivas, culturais e de lazer que promovam aglomerações face ao aumento de casos de covid-19.

Em comunicado divulgado pela Câmara Municipal da Boa Vista é explicado que a decisão foi tomada em conjunto com a delegacia de saúde da ilha, justificando que a situação epidemiológica actual “requer o reforço das medidas de prevenção e o cumprimento rigoroso de todas as recomendações sanitárias”.

“As autoridades apelam à compreensão dos atletas, clubes, associações, agentes desportivos, músicos, artistas intérpretes, promotores e agentes culturais e de toda a população”, lê-se no comunicado da autarquia da Boa Vista.

Após vários meses praticamente sem casos de doença diagnosticados, a situação na Boa Vista, à semelhança do restante arquipélago, alterou-se rapidamente durante o mês de Março, registando na sexta-feira um total de 88 casos activos, no mesmo dia em que confirmou uma morte por complicações associadas à covid-19.

As autoridades cabo-verdianas começaram na sexta-feira a reforçar a fiscalização do cumprimento das medidas de prevenção à covid-19, como aglomerações nas praias ou festas privadas, decisão do Governo face ao aumento de casos nas últimas semanas.

A decisão, tomada após reunião, na quinta-feira, do gabinete de crise criado há mais de um ano pelo Governo para lidar com a pandemia, vai no sentido do apelo do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, de reforçar a fiscalização das medidas, numa altura em que já decorre a campanha eleitoral para as eleições legislativas de 18 de Abril, sendo visível um afrouxamento no cumprimento do distanciamento social ou do uso de máscara na via pública, obrigatório por lei.

De acordo com o ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, o Governo decidiu “reforçar”, através das forças da Polícia Nacional e da Inspecção-geral das Actividades Económicas (IGAE), a “fiscalização do cumprimento daquilo que está previsto” na actual situação de contingência – o segundo de três níveis previstos na lei que estabelece as bases da Protecção Civil em Cabo Verde -, e que para já não será alterada.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,3 abr 2021 11:35

Editado pormaria Fortes  em  16 abr 2021 11:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.