Equipa do INEM inicia hoje missão para apurar necessidades de Cabo Verde

PorExpresso das Ilhas, Lusa,6 mai 2021 7:17

Uma equipa do INEM, composta por um médico e um logístico, bem como um elemento do instituto Camões, inicia hoje uma missão para apoiar Cabo Verde na resposta à pandemia de covid-19.

A equipa estará em Santiago e São Vicente até à próxima terça-feira, devendo durante esse período elaborar um diagnóstico da situação relativa à resposta médico-sanitária à pandemia de covid-19 no país, onde o novo coronavírus já provocou 229 mortos.

Estes elementos irão “auscultar as necessidades e recolher informação, tendo em vista a disponibilização de apoio médico, medicamentoso e de equipamentos médicos para uma resposta urgente para mitigação da actual situação pandémica”, segundo avançou à Lusa fonte do Camões.

Serão verificadas as vulnerabilidades no terreno, com vista ao reforço da resposta no âmbito do plano de vacinação já elaborado pelo Ministério da Saúde de Cabo Verde, assim como as condições de suporte existentes para fazer face à situação, bem como as respetivas capacidades (cadeia de frio, estruturas, electricidade, abastecimento de água, saneamento, transporte e tudo o que possa facilitar um apoio logístico de emergência).

Outro propósito desta missão é “verificar a capacitação técnica existente, em especial na área da vacinação, com vista à formação presencial ou remota dos profissionais de saúde”.

Esta equipa irá trabalhar a partir da Embaixada de Portugal na cidade da Praia, na ilha de Santiago, e articulará com o Ministério da Saúde e entidades oficiais que sejam identificadas como relevantes no decurso da missão.

Após o diagnóstico desta equipa do INEM irá seguir para Cabo Verde uma outra de uma equipa médica portuguesa, com vista a reforçar a capacidade de resposta do serviço nacional de saúde de Cabo Verde, através da disponibilização de recursos humanos e técnicos.

Com 25.159 casos de covid-19 registados desde o início da pandemia, Cabo Verde tem registado valores máximos diários de novos infectados consecutivos desde 31 de março, praticamente todos os dias acima de 150, muito acima do máximo anterior de 159 novos casos, em 11 de Outubro de 2020.

O Governo voltou a decretar em 30 de Abril e por 30 dias a situação de calamidade em todas as ilhas, excepto na ilha Brava agravando medidas de limitação de actividades com aglomerações de pessoas, face ao aumento dos novos casos de covid-19.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,6 mai 2021 7:17

Editado porAndre Amaral  em  12 jun 2021 22:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.