O Governo contratou duzentos e vinte novos professores - Filomena Delgado

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,10 set 2021 12:37

Secretária-geral do MpD, Filomena Delgado
Secretária-geral do MpD, Filomena Delgado Rádio Morabeza

O MpD disse hoje que o ano lectivo 2021/2022 será marcado pela conclusão do processo de implementação da nova matriz curricular do ensino básico obrigatório e início da implementação da nova matriz no ensino secundário, com a implementação de novos manuais escolares e programas no nono ano de escolaridade. A secretária-geral do MpD falava em conferência de imprensa esta manhã, na cidade da Praia, sobre o arranque do ano lectivo.

Filomena Delgado diz que até agora houve a requalificação de 1926 docentes, com classificações congeladas de 2008 a 2015, e a promoção e progressão de 2090 docentes.

“Processos de 2012 a 2014, a atribuição do subsídio por não redução da carga horária a 1929 docentes e a nomeação definitiva de 1431 docentes com contrato precário. São situações que o Ministério da Educação resolveu desde a legislatura anterior, sendo necessário fazer a gestão racional e eficiente dos recursos humanos afectos ao sistema educativo”, avança.

Filomena Delgado avança que o governo contratou 220 novos professores, que deviam apresentar-se nas delegações dos concelhos em que vão leccionar até ao dia 8 de Setembro, para além de fixar prazos para assinatura dos contratos e o seu envio aos serviços centrais, para que possam receber atempadamente os seus salários.

Delgado frisa que foi feita a reabilitação de 34 escolas em vários concelhos.

“Investimento de cento e dezasseis mil contos, a distribuição de kits escolares pela FICASE a mais de vinte mil alunos, o normal funcionamento das cantinas escolares, a disponibilização dos manuais do ensino básico no início do ano lectivo, à excepção dos de Língua Portuguesa e Matemática do oitavo ano, que estará no mercado em meados de Outubro, as medidas de atendimento às crianças com necessidades educativas especiais são algumas das medidas que estamos certos que contribuirão para um regresso às aulas presenciais sem sobressaltos”, frisa.

A dirigente partidária reconhece que o ano lectivo será determinado pela evolução da pandemia de covid-19 em Cabo Verde.

Filomena Delgado termina dizendo que a vacinação dos professores, alunos com dezoito anos ou mais, e demais agentes educativos, para além do rigoroso cumprimento das medidas sanitárias, contribuirão para a criação de condições favoráveis e seguras de aprendizagem.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,10 set 2021 12:37

Editado porAndre Amaral  em  25 set 2021 23:20

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.