​Trabalhadores do INSP ponderam partir para a greve

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,9 jun 2022 13:21

Os trabalhadores do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) ponderam a realização de uma greve na próxima semana. Reivindicam a implementação do Plano de Cargos Carreiras e Salários, como forma de resolverem a situação de “indefinição e instabilidade em que se encontram”.

Anúncio feito hoje, em conferência de imprensa, em São Vicente, pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP), que representa a classe.

“Anunciamos que na próxima semana entraremos com um pré-aviso de greve na Direcção Geral do Trabalho, como forma de protestar e reivindicar os direitos dos trabalhadores. Esperamos que o INSP nos apresente elementos concretos que nos façam suspender a acção pretendida”, assegura o secretário permanente do SINTAP.

Segundo Luís Fortes, cerca de 70 colaboradores do INSP continuam “sem uma carreira definida” por um instrumento de gestão dos recursos humanos.

“Sete anos após a criação do INSP, ainda os trabalhadores, que muito têm feito para a elevação da instituição, continuam sem uma carreira definida por instrumento de gestão de recursos humanos”, nota.

O sindicalista explica que há 15 meses que estes aguardam uma decisão do INSP sobre a aprovação e publicação do PCCS, depois de vários encontros realizados com as autoridades com competência na matéria.

“Estranhamos, e desconhecemos as razões reais que estão por trás da não aprovação e publicação do PCCS do INSP, sequer nos foi solicitado um parecer formal”, destaca.

O sindicato confirma a entrega do pré-aviso de greve na Direcção Geral do Trabalho, mas sem precisar , no entanto, o dia e o prazo do seu eventual cumprimento.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,9 jun 2022 13:21

Editado porAndre Amaral  em  2 dez 2022 23:28

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.