Cabo Verde quer alcançar 70% de taxa de aleitamento materno até final da década

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,4 ago 2022 12:32

Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, Evandro Monteiro
Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, Evandro Monteiro Rádio Morabeza

O Ministério da Saúde quer que Cabo Verde alcance os 70% de taxa de aleitamento materno até 2030. A ambição foi revelada pelo secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, na cerimónia de retoma da Cooperação Técnica Internacional ABC-Fiocruz em Banco de Leite Humano e abertura oficial do Curso de Aperfeiçoamento Profissional em Banco de Leite Humano, no âmbito do programa da Semana Mundial de Aleitamento Materno 2022.

Evandro Monteiro diz que neste momento a taxa de aleitamento materno no país ronda os 42%.

"O objectivo, como temos vindo a referir, é alcançar pelo menos 50% até 2025, e 70% até 2030. Esses são os objectivos globais, tendo em conta o próprio objecto de desenvolvimento sustentável do milénio. Mas eu acredito que Cabo Verde está a largos passos de alcançar isso antes do tempo pretendido", avança.

Evandro Monteiro avança que, antes do final do ano, o Hospital Baptista de Sousa, em São Vicente, terá um Banco de Leite Humano.

“Iremos também desenvolver toda uma rede, que faz parte do Plano Nacional da Nutrição, no sentido de termos, também nas infra-estruturas regionais de saúde, condições, de forma progressiva, para fazer a recolha nesses centros e fazer todo o processamento nas bancas de leite e vice-versa", explica.

A implantação da Rede de Bancos de Leite Humano em Cabo Verde é parte da política de incentivo ao aleitamento materno mundial. Em 2011 foi implementado o primeiro Banco de Leite Humano (BLH) em Cabo Verde, a funcionar no Hospital Agostinho Neto, na Praia. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,4 ago 2022 12:32

Editado porAndre Amaral  em  12 ago 2022 18:20

pub.
pub.
pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.