​Governo anuncia recrutamento de mais 239 enfermeiros e 11 médicos para o Sistema Nacional de Saúde

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,16 mai 2019 8:38

Arlindo do Rosário
Arlindo do Rosário

O ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, anunciou esta quarta-feira que este ano vão ser recrutados 239 enfermeiros, perfazendo cerca de 400 novos quadros entrados para o Sistema Nacional de Saúde (SNS).

O governante comunicou, ainda, que até Junho serão admitidos mais 11 médicos, o que, segundo ele, permite que cada conselho do país conte, no mínimo, com dois clínicos.

Arlindo do Rosário revelou que mais 600 novos profissionais de saúde serão admitidos no SNS, nomeadamente fisioterapeutas, farmacêuticos, psicólogos, nutricionistas e técnicos de administração.

O titular da pasta da Saúde fez essas declarações no Parlamento ao ser interpelado sobre a saúde e a qualidade de vida das pessoas, assunto esse agendado a pedido da bancada parlamentar do PAICV.

O ministro disse ainda que o programa de especialização em medicina geral e familiar se encontra num processo “muito avançado”, com o apoio da Ordem dos Médicos de Cabo Verde e de Portugal, Universidade de Cabo Verde e da Associação de Medicina Geral e Familiar de Portugal.

“O Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP) começou a apostar na investigação, com o apoio e criação de grupos de trabalhos”, assinalou, acrescentando que o Governo tem igualmente apostado nas infra-estruturas de saúde e que em 2021 estarão construídos os centros de saúde de Santa Maria e Palmeira, na ilha do Sal.

Para a Boa Vista, adiantou, será edificado o bloco operatório, enquanto a Ribeira Brava (São Nicolau) será contemplada com uma “sala de pequenas cirurgias”.

Arlindo do Rosário avançou que vai ser construído o posto sanitário do Cancelo, no município de em Santa Cruz, assim como os centros de saúde de São Lourenço dos Órgãos e de Assomada, todos no interior de Santiago.

Do rol das infra-estruturas a serem construídas indicou ainda a sede do Instituto Nacional de Saúde Pública (INSP), na Cidade da Praia, o Centro de Diálise do Mindelo, assim como o bloco ambulatório e o bloco obstétrico e neonatal do Hospital Baptista de Sousa, todos em São Vicente.

A vila da Ribeira das Patas (Santo Antão) vai ser também contemplada com um centro de saúde, além da remodelação do banco de urgência e outros espaços do Hospital Dr. Agostinho Neto, na capital.

“Mais de um milhão e meio de contos estão garantidos para a aquisição de novos equipamentos medico-hospitalares para todas as estruturas de saúde”, precisou o ministro, acrescentando que os primeiros apetrechamentos adquiridos através de financiamento belga “deverão começar a ser instalados no início do segundo semestre deste ano”.

Entretanto, quem não se alinhou pelo mesmo diapasão do ministro de saúde é o grupo parlamentar do PAICV que, pela voz da sua deputada Ana Paula Santos, fez saber que nos últimos anos se registou um “recuo claro em termos de indicadores fundamentais para o sector de saúde, o que, diz ela, constitui uma “preocupação não só para os políticos, mas também para a população de uma forma geral”.

Para a porta-voz da bancada parlamentar do maior partido da oposição, a interpelação solicitada pelo PAICV se deve ao facto de a saúde constituir um sector de “extrema importância” para os cabo-verdianos.

Fez saber que na última década o sector da saúde conheceu um “desenvolvimento a todos os níveis”, nomeadamente nos domínios das infra-estruturas e equipamentos e meios de diagnósticos.

“Analisámos profundamente os dados do último relatório estatístico do Ministério da Saúde e ficámos extremamente preocupados com a degradação de muitos indicadores fundamentais da saúde”, pontuou a deputada, que lamenta o “aumento da mortalidade materna, o aumento da mortalidade infantil e o aumento do número de casos de HIV positivo”.

O PAICV e a população, prosseguiu, exigem do Governo medidas de urgências para a “inversão dessa tendência”, que passam pelo recrutamento de mais técnicos e uma “forte aposta” na formação e capacitação técnica contínua dos profissionais de saúde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,16 mai 2019 8:38

Editado porAndre Amaral  em  23 mai 2019 12:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.