​M’bála Fernandes destaca “processo transparente” nas mesas de voto em Santiago

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,24 nov 2019 14:47

O embaixador da Guiné-Bissau em Cabo Verde, M’bála Fernandes, destacou hoje que o processo de votação nas mesas de voto em Santiago decorre de forma “transparente”, e com grande mobilização dos guineenses residentes no arquipélago.

M’bála Fernandes fez esta afirmação à Inforpress, numa primeira reacção sobre a afluência dos guineenses às urnas e o funcionamento das mesas de voto na ilha de Santiago.

Conforme explicou, o “balanço da afluência às urnas neste momento é positivo”, explicando que nas mesas que visitou pôde reparar “uma forte educação cívica” e sem quaisquer transtornos.

O diplomata parabenizou toda a população guineense radicada em Cabo Verde, que de uma forma significativa contribuiu nas redes sociais e “de boca em boca” para difundir as mesas de voto.

“Isto foi extremamente importante, para que os eleitores devidamente e antecipadamente soubessem o sítio onde iriam votar”, considerou a mesma fonte.

Entretanto disse que gostaria que o número real de eleitores fosse maior, mas o processo de recenseamento não foi dos melhores o que pecou e não foi possível alcançar tal objectivo.

Aproveitou para apelar aos guineenses que exercessem o seu direito de voto, defendendo ser uma contribuição que cada um dá, independentemente de onde estiverem.

Segundo informações, as mesas de voto abriram à hora marcada, sendo que neste momento estão a funcionar de forma tranquila, com uma boa afluência dos eleitores que irão hoje escolher o novo presidente da Guiné-Bissau.

As mesas de voto vão estar abertas a partir das 07:00 e encerram-se às 17:00 de Cabo Verde.

Nestas eleições presidenciais concorrem 12 candidatos que querem chegar à Presidência da Guiné-Bissau, um candidato a menos do que em 2014.

Eis os locais onde os eleitores podem votar:

Santiago (Cidade da Praia)

Mesa 1 – Escola do ensino básico o de Palmarejo (13 de Janeiro)

Mesa 2 – Liceu Cónego Jacinto (Várzea)

Mesa 4 – Liceu Manuel Lopes Calabaceira

Mesa 5 – Santa Cruz (Santiago) – (Câmara Municipal de Santa Cruz)

Mesa 6 – Santa Catarina (Santiago) –- Assomada –Liceu Amílcar Cabral

Mesa 7 – Boa Vista –Estádio Municipal

Mesa 8 – Boa Vista –Estádio Municipal

Ao todo, são oito assembleias de voto onde os guineenses podem exercer o seu direito de cidadania.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,24 nov 2019 14:47

Editado porFretson Rocha  em  6 dez 2019 17:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.