Regressa o Mindelact

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,2 nov 2018 7:54

A 24ª edição do Festival Internacional de Teatro Mindelact começa esta sexta-feira, em São Vicente.

Durante 10 dias, o maior evento teatral do país vai receber 60 espectáculos de 38 grupos, oriundos de 14 países, como Cabo Verde, Portugal, Angola, Brasil, Alemanha, Argentina, Cuba, Espanha, EUA, França, Gana, Marrocos, República Checa e Uruguai.

A coreógrafa cabo-verdiana Marlene Freitas abre hoje o evento, com "De Marfim e Carne - As Estátuas Também Sofrem", depois de, em Janeiro, ter sido distinguida com o "Leão de Prata", prémio carreira da Bienal de Dança de Veneza, em Itália.

O presidente da Associação Mindelact, João Branco, quer superar a edição anterior.

“Agarramos 2017 como uma espécie de ano de renascimento e de facto foi um festival extraordinário. 2019 é o ano das bodas de prata, então, 2018 está entre essas duas etapas importantes: uma que já aconteceu e outra que está para acontecer, e o nosso grande desafio é continuar a corresponder às expectativas e manter o nível que nós tivemos em 2017, e eu acredito que vamos até melhorar e preparar já o terreno para a grande celebração dos 25 anos”, diz.

Em entrevista, esta quarta-feira, à agência Lusa, João Branco garantiu que cerca de 70% dos espectáculos pagos já estavam esgotados.

Esta edição do Mindelact acontece um ano antes de o evento completar 25 anos. João Branco realça o papel do festival a nível cultural e teatral no país e em toda a África Ocidental.

“Aquilo que o Mindelact tem trazido é uma abertura de Cabo Verde ao mundo nos dois sentidos. Ou seja, nós temos tido oportunidade de ver um pouco de tudo o que se faz no mundo no domínio das artes cénicas, mas também somos muito responsáveis, directa e indirectamente, pela internacionalização do teatro cabo-verdiano. Hoje em dia é impensável algum curador/programador organizar um festival de teatro que tem uma componente lusófona muito forte e não se lembrar de Cabo Verde. Cabo Verde é o primeiro país que vem à cabeça desse programador porque existe o Mindelact, porque as pessoas vêm ao festival, vêem muito teatro cabo-verdiano e bom teatro cabo-verdiano”, explica.

À semelhança de anos anteriores, a 24ª edição do Mindelact vai ter também uma extensão na cidade da Praia, com seis espectáculos previstos para a capital.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,2 nov 2018 7:54

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 nov 2018 3:22

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.