Ministério da Cultura com novo modelo de financiamento

PorDulcina Mendes,8 fev 2020 10:55

Essa informação foi avançada hoje, pelo Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, num encontro que manteve com todos os representantes dos grupos oficiais do Carnaval da Praia.

Segundo Abraão Vicente, este ano desenharam um modelo de financiamento diferente dos outros anos, para elevar o nível de Carnaval da Praia.

“Este ano decidimos trabalhar directamente com os grupos e não com a Câmara Municipal, durante os últimos três anos transferíamos o valor de 800 contos a Câmara da Praia como ajuda para premiar os grupos, e este ano queremos criar o projecto de empoderamento dos grupos a partir das suas comunidades”.

Abraão Vicente disse que este ano vão disponibilizar a cada grupo de Carnaval da Praia um montante de 200 mil escudos, mas que estão a trabalhar ainda um outro financiamento que pode duplicar este valor.

“Queremos criar um projecto social em cada um dos bairros ligado a cada grupo de Carnaval, temos uma avenida que a Câmara Municipal conseguiu criar que oferece todas as condições para o desfile do Carnaval”, indica o governante, frisando que ao Carnaval da Praia falta muito mais do que o financiamento, mas sim uma organização detalhada.

Para Abraão Vicente, a cidade da Praia tem todas as condições para ter um bom Carnaval. “Acreditamos que na cidade da Praia pelo nível da população, pela vontade crescente e pelo trabalho que a Câmara da Praia tem estado a fazer e pela vontade dos grupos chegamos numa altura em que é inevitável que o Ministério da Cultura seja parte do processo, não só na organização mas sim no processo do empoderamento dos grupos e perspectivamos que o Carnaval deste ano terá mais qualidade, mas a partir do próximo ano, os grupos da Praia terão outro brilho na avenida”.

O governante avisou que em São Vicente, o LIGOC SV recebeu cinco mil contos para distribuir aos grupos. “Este ano os grupos de São Vicente vão receber menos, com a entrada de mais um agrupamento, e em São Nicolau manteve o montante de 800 mil escudos a cada grupo”.

José Gomes, presidente do Vindos d`África que falou em nome dos grupos disse que a principal preocupação que a preocupação de todos neste momento, é com o financiamento. “Há uma discrepância enorme em relação aos grupos das outras ilhas como São Vicente e São Nicolau”.

Em relação ao apoio da Câmara da Praia avançou que já receberam 600 contos e que o valor total é de 800 contos. E que da parte do Ministério da Cultura cada grupo vai receber 100 contos.

De salientar que este ano estará na avenida sete grupos oficiais: Vindos D`África, Maravilhas do Infinito, Samba Jó, Vindos do Mar, Estrela da Marinha, Bloco Afro Abel Djassi e Deusa do Amor.  

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,8 fev 2020 10:55

Editado porJorge Montezinho  em  20 set 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.