​“Ter mais uma obra de dramaturgia em Cabo Verde é sempre um acontecimento” – João Branco

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,14 nov 2020 18:34

O encenador e também presidente da Associação Mindelact, João Branco, considerou que a publicação de uma obra de dramaturgia em Cabo Verde é “sempre um acontecimento” por ser raro e não ser aposta das editoras.

É assim que João Branco vê o lançamento do livro “O que faço com isto?” do dramaturgo mindelense, Valódia Monteiro, realizado na tarde de hoje e enquadrado na programação do Festival Internacional de Teatro do Mindelo – Mindelact.

“O teatro, enquanto género literário, não é uma grande aposta de editoras e não há muito mercado para ele”, considerou a mesma fonte, adiantando que tal situação não é só de Cabo Verde, mas do mundo inteiro.

Por essa razão, o encenador deu os parabéns à Valódia Monteiro pela sua “persistência e pela coragem” para realizar esta edição de autor, que contou com o apoio do Instituto Camões e da Associação Mindelact.

Aliás, a Associação Mindelact já habituou o público cabo-verdiano neste género com uma colecção de dramaturgia com três volumes de autores como Mário Lúcio Sousa, Espírito Santo Silva e Caplan Neves.

Agora mais uma vez efectiva a parceria com Valódia Monteiro, dramaturgo, que disse querer dar à luz essa obra com quatro textos, sendo que três já foram encenados.

O primeiro é “Psycho”, que, conforme o autor, aborda fobias ao sexo, sujidade e multidão e de seguida ”Sim ou não?”, que fala do dilema de querer ficar e ter de partir vivenciada por muitos cabo-verdianos.

Junta-se a esses o “Sente-se, homem!”, que, ajuntou, retrata uma “entrevista surreal” a um indivíduo à procura de emprego e por último “O que faço com isto?”, o texto mais recente, de 2019, que dá título à obra e aborda uma “relação conturbada” entre um pai e um filho e que tem um fim “bastante macabro”.

“Eu tornei estes textos público, porque quis que outras pessoas as pudessem ver, estudar e encenar”, lançou o dramaturgo, que se congratula pelo facto de três dos quatro textos já terem sido levados ao palco através de encenações ou de leitura dramática e agora a possibilidade do último “O que faço com isto? ser encenado em 2021.

Valódia Monteiro desde muito novo esteve relacionado com o teatro, algo que começou com o curso de iniciação teatral e desde 2006 desembocou na escrita.

E agora diz que “não poderia haver outro momento melhor”, que o lançamento do seu livro, enquadrado no festival Mindelact e num evento que aconteceu na Faculdade de Educação e Desporto da Universidade de Cabo Verde, tendo como apresentadores João Branco e Airton Ramos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,14 nov 2020 18:34

Editado porFretson Rocha  em  26 nov 2020 19:19

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.