Governo define nível de risco em cada modalidade desportiva e nas competições oficiais

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,15 jan 2021 15:08

O Governo decidiu pela retoma das actividades desportivas, mas sem presença do público, e definiu vários níveis de risco para cada modalidade e, conforme o grau de risco, a regra é a realização de teste.

A informação foi avançada pelo ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, na conferência de imprensa que visava anunciar novas medidas e o plano de contingência no âmbito da covid-19.

Com a definição de todo o arquipélago em estado de contingência, com a excepção da Ilha de São Vicente que é decretado estado de calamidade, o Governo decidiu fazer uma retoma das actividades desportivas com segurança.

Segundo o ministro, esta decisão é fruto de um amplo diálogo com todas as federações desportivas, com o comité olímpico e paraolímpico, entre Julho e Agosto de 2020, onde foi elaborado um conjunto de orientações sanitárias para a retoma da actividade desportiva.

Na sequência desse documento elaborado por diversas autoridades, avançou que decidiram a retoma imediata dos treinos sem necessidade dos testes, mediante protocolo sanitário a ser elaborado e implementado pelas federações desportivas, associações regionais desportivas, clubes e atletas.

Foi definido um conjunto de níveis de risco nas modalidades desportivas e nas competições oficiais e, conforme o grau de risco, a regra é a realização de teste.

Neste quadro, nas modalidades de golfe, xadrez e surf classificados com grau de propagação do vírus “muito baixo” não haverá a necessidade de se fazer teste.

Nas modalidades de atletismo, natação, ténis de mesa, ténis, esgrimas, definidos com grau de contágio “baixo”, informou, há que ter um selo de conformidade nas infra-estruturas e em princípio o teste não será recomendado.

Já no nível de risco de contágio “moderado” como futebol, futsal de pavilhão e de praia, voleibol, futebol de praia, andebol, basquetebol tanto 5×5 como 3×3, halterofilismo, ginástica, informou que será elaborado um plano de competição entre as autoridades sanitárias e as respectivas federações.

Ainda, elencou, é atribuída a certificação às infra-estruturas a serem utilizadas e será exigido teste.

Nas modalidades com “elevado” nível de contágio, como boxe, judô, taekwondo e karatê também será elaborado um plano sanitário da competição e será exigido a realização de teste.

O ministro adiantou ainda que, em todas as competições oficiais, haverá uma comissão de validação de provas, que irá analisar cada competição, cada modalidade e os níveis de risco antes de tomar qualquer decisão.

“A decisão passa, por um lado, da proibição até à permissão, com regras muito bem definidas. Feito este quadro de definição das modalidades que são de baixo risco, risco moderado, com elevado risco será definido o nível de teste que será aplicado”, precisou.

Em relação à presença dos adeptos nas competições, Fernando Elísio Freire disse que regra geral é sem público, mas em caso de autorização não poderá exceder os 25 por cento da lotação total da infra-estrutura em causa.

“Regra geral é sem público, mas em caso de autorização de público, dependendo da situação epidemiológica de cada ilha e por vezes de cada município, em caso de autorização não poderá exceder os 25% da lotação total da infra-estrutura em causa”, explicou.

Todas as infra-estruturas devem estar certificadas pelo Instituto do Desporto e da Juventude, depois de devidamente articulada com a Direcção Nacional de Saúde, com a IGAE, com a Entidade Reguladora Independente da saúde, mais a Polícia Nacional e o Serviço Nacional de Protecção civil e bombeiros.

Fernando Elísio Freire garantiu que o Governo continuará empenhado em permitir uma retoma gradual, mas “muito segura” em todas as modalidades desportivas

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,15 jan 2021 15:08

Editado porAndre Amaral  em  14 mai 2021 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.