Qualificação Mundial’2026: Vitória muito importante ante uma selecção que não perdia há um ano – Bubista

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,12 jun 2024 8:45

O seleccionador nacional Bubista classificou hoje, na Cidade da Praia, de “muito importante a vitória, sobre a Líbia, “um adversário que não perdia um jogo há um ano” e que ocupava o primeiro lugar do grupo de qualificação para o Mundial´2026.

A selecção de nacional de futebol venceu a congénere da Líbia por 1-0, em jogo a contar para a quarta jornada do grupo D, de qualificação para o Mundial’2026, com golo solitário do defesa-central Diney Borges, apontado aos 10 minutos.

“Foi uma vitória difícil, mas importante e contra uma equipa que ocupava o primeiro do grupo. Além disso, estava há um ano sem perder “, notou Bubista, em conferência de imprensa, logo após o triunfo de Cabo Verde sobre os magrebinos.

Na análise do jogo, que foi marcado por algum sofrimento na segunda parte, considerou que a selecção adversária estava mais “fresca", uma vez que, conforme frisou, teve mais tempo de recuperação, salientando igualmente o desgaste da viagem da equipa nacional cabo-verdiana.

“O mais importante foi a vitória e o carácter que a equipa demonstrou durante todo o jogo. Tivemos bastante coração e qualidade, bem como condições para ampliar a vantagem”, observou Bubista, manifestando-se “satisfeito” pela resposta da equipa após a derrota (4-1) com os Camarões, em jogo referente à terceira jornada.

Esta vitória deixa Cabo Verde com os mesmos sete pontos que a Líbia e os Camarões (menos um jogo) e mais dois que a Angola, que também tem menos um jogo. As ilhas Maurícias, que venceram hoje a Etswatini (zero ponto) por 2-1 passam a contar com quatro pontos.

Os 54 países africanos, conforme o novo regulamento, foram divididos em nove grupos de seis selecções (Grupo A a I) e os vencedores de cada grupo classificam-se automaticamente para o Mundial’2026.

Os quatro melhores segundos vão disputar uma final-four onde vai ficar decidida a equipa que vai representar África numa repescagem intercontinental, que poderá aumentar para 10 o número de países africanos na prova a realizar-se no Canadá, Estados Unidos da América e México.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,12 jun 2024 8:45

Editado porAndre Amaral  em  21 jul 2024 12:20

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.