Covid-19: Cabo Verde prepara revisão do Orçamento prevendo “arrefecimento” económico

PorExpresso das Ilhas, Lusa,13 mar 2020 6:19

O vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, admitiu esta quarta-feira uma revisão do Orçamento do Estado de 2020 em função do esperado “arrefecimento” do crescimento económico do país, devido à pandemia do novo coronavírus.

Numa mensagem divulgada ao início da noite, Olavo Correia, que é também ministro das Finanças, começa por reconhecer que a “situação que o mundo atravessa terá, certamente, um impacto muito grande na economia cabo-verdiana”, profundamente dependente dos mais de 750 mil turistas que recebe anualmente.

No entanto, alerta que, “antes de tudo”, é necessário estar “muito focado na questão da saúde pública”, numa altura em que o país tem um caso suspeito de Covid-19 a aguardar resultados das análises.

Olavo Correia reconhece que, “após as medidas de restrição tomadas pelos Estados Unidos da América”, cancelando voos dos países europeus, e com “a mobilidade restringida” a nível global, “consequentemente” haverá “um grande impacto no turismo em Cabo Verde, nos aeroportos, bem como ao nível das empresas que actuam no sector dos transportes aéreos”.

“Isso tudo, seguramente, resultará num arrefecimento da dinâmica de crescimento privado em Cabo Verde. Todo este cenário está a ser analisado pelo Governo e, oportunamente, o ministério que tutelo apresentará ao Conselho de Ministros uma proposta, permitindo que possamos ajustar o nosso Orçamento do Estado em função do contexto”, declara o governante.

O ministro acrescenta que o Governo está a trabalhar “na mobilização de parceiros internacionais”, nomeadamente com o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional (FMI), para que se possa “mitigar o efeito do coronavírus na economia cabo-verdiana e, sobretudo, nas pessoas”.

“Neste momento, estamos a terminar a análise do impacto potencial para que possamos, depois, em função disto, ajustar um conjunto de propostas gerais, mas também em relação a algumas empresas que irão ser afectadas directamente pelo efeito do coronavírus, permitido que possamos mitigar o impacto na nossa economia”, adianta.

Embora assumindo que o Governo tem determinação para encontrar soluções para o cenário atual, para “medidas de contingência” de forma a “dar ao país um quadro macroeconómico estável” e “executar os investimentos, ajustando o Orçamento em função desta nova realidade”, Olavo Correia deixa o alerta: “Estamos cientes em como, acima dos três anos seguidos de seca que o país enfrenta, o efeito do coronavírus não vai ser fácil”.

Globalmente, o Orçamento do Estado de Cabo Verde para 2020 é de 73 mil milhões de escudos (663 milhões de euros), mais dois mil milhões de escudos (18 milhões de euros) do que no ano anterior, e previa um crescimento económico no intervalo de 4,8 a 5,8% do Produto Interno Bruto, comparando com 2019.

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detectado em Dezembro, na China, e já provocou mais de 4.600 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia.

O número de infectados ultrapassou as 125 mil pessoas, com casos registados em cerca de 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 78 casos confirmados.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,13 mar 2020 6:19

Editado porSara Almeida  em  8 abr 2020 13:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.