FIC arranca com promessas e apelos para instalações próprias em São Vicente

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,17 nov 2022 7:46

​O primeiro-ministro garantiu esta quarta-feira, sem se comprometer com prazos, que a Feira Internacional de Cabo Verde (FIC) terá instalações próprias em São Vicente. Ulisses Correia e Silva falava na abertura da 25ª edição do evento, que decorre a partir de hoje e até ao fim-de-semana, no Mindelo.

“Nós já temos um compromisso ao nível da autoridade da Zona Económica Especial Marítima de Disponibilizar à FIC um terreno na Zona Industrial do Lazareto, para construção das suas instalações permanentes. Vamos apoiar e tornar realidade aquilo que é de facto a necessidade de termos instalações próprias, com boas condições, permanentes para a FIC. Não vou dizer quando é que vai ser, mas vai ser”, assegurou.

Ulisses Correia e Silva respondia ao apelo da administradora-delegada da FIC, que pediu a realização dos investimentos necessários para o desenvolvimento da feira.

De acordo com Angélica Fortes, a importância do certame na diversificação e promoção da economia nacional justificam os investimentos.

"Lançar um apelo a quem de direito para que, com maior brevidade possível, se procedam aos investimentos necessários para o desenvolvimento da FIC, o que fará aumentar ainda mais os seus benefícios sociais e económicos (…) A construção de instalações próprias, embora faseadas, no Mindelo, onde um importante investimento tirou a FIC do espaço que vinha ocupando, onde já havia feito alguns investimentos mínimos para o seu funcionamento”, afirmou.

Angélica Fortes sublinhou o percurso de “luta e persistência” da FIC ao longo dos 25 anos de certame.

Na mesma linha, o presidente da Câmara de Comércio do Barlavento, Jorge Maurício, recordou que a feira tem contribuído de forma significativa na captação de importantes “investimentos” para o arquipélago.

“A FIC tem contribuído de forma muito afirmativa, ao longos dos últimos 25 anos, através da promoção empresarial e aportado ganhos históricos para o país, desde a introdução de novos produtos e serviços no mercado, melhoria contínua do binómio preço-qualidade, joint-venture e transferência de tecnologias, atracção de investimento externo, geração de novos empregos e a facilitação, sem precedentes, de um verdadeiro networking empresarial, internacional”, refere.

Já o presidente da Câmara Municipal de São Vicente, que também marcou presença na abertura da edição de 2022 da Feira Internacional de Cabo Verde, recordou o contributo da ilha, nos diversos sectores, para o desenvolvimento integrado do país.

“Uma ilha incontornável no processo de desenvolvimento nacional, fruto do extraordinário capital humano, social e económico que detém, o que lhe tem permitido contribuir grandemente para o desenvolvimento de Cabo Verde, bem como para a afirmação da internacionalização da identidade cabo-verdiana", disse.

A 25ª edição da Feira Internacional de Cabo Verde (FIC) acontece até dia 19 de Novembro e ocupa os pavilhões da Enapor. Segundo a organização estão presentes empresários, além de Cabo Verde, de Portugal, Brasil, Estados Unidos da América, Áustria, Espanha e de países da Comunidade Económica Dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), em representação de quase todos os ramos da economia.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,17 nov 2022 7:46

Editado porAndre Amaral  em  4 dez 2022 19:20

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.