Destaques da Edição 995

PorExpresso das Ilhas,23 dez 2020 0:03

Nesta semana a manchete da edição do Expresso das Ilhas é feita com a entrevista com o Director Nacional de Saúde.

Nove meses após a entrada do coronavírus em Cabo Verde, o Director Nacional de Saúde, Jorge Barreto, fala sobre o trabalho desenvolvido até agora no combate à doença, sobre a possibilidade de novas vagas da doença e nas medidas adoptadas pelo governo para a época de Natal e de passagem de ano.

Também em destaque o incidente com o presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina. Beto Alves está internado no Hospital Agostinho Neto em risco de vida. O Presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina foi encontrado baleado, na varanda de sua casa, durante a madrugada desta terça-feira. Estado de saúde do autarca é considerado crítico pelos médicos que o assistem.

Esta semana o Expresso das Ilhas traz igualmente em destaque os dados do Banco Mundial sobre o aumento da pobreza.

A pobreza vai aumentar pela primeira vez em 25 anos, dizem todos os estudos e relatórios das agências internacionais. A pandemia da Covid-19 é a responsável, mas não a única, por esta subida, depois da tendência de queda durante uma geração. O que esta pobreza traz de novidade é que vai ser transversal, vai afectar quem já era pobre, quem vive na pobreza extrema e vai criar os chamados novos pobres: urbanos, com mais estudos e que trabalham em sectores fora da agricultura.

Com o ano a terminar é altura de fazer balanços. Começamos pela agricultura. Depois de três anos de seca, a chuva deu um ar da bênção. Mas nem por isso o ano agrícola é considerado bom pelos agricultores. Um pouco por todo o país pragas destruíram grande parte das culturas. Há porém uma nota positiva: este foi um ano de bom pasto, factor que destaca a diferença dos ciclos precedentes. 

A não perder, igualmente, os artigos de opinião de Ludgero Correia com '20 20 - Sob o signo da pandemia' e de César Monteiro com 'Adriano Lima: um notável percurso de vida'.

Por último, destaque para o caderno sobre a e-Fatura. Mais simples, mais rápido, mais eficaz. A e-Fatura marca o início de um novo paradigma nas relações entre o Estado e o Contribuinte.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,23 dez 2020 0:03

Editado porAndre Amaral  em  22 abr 2021 23:21

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.