Edição 1101

PorExpresso das Ilhas,4 jan 2023 0:05

A manchete da edição desta semana é feita com a situação da segurança nas escolas.

A segurança nos estabelecimentos de ensino vem sendo alvo de diversos questionamentos diante do cenário actual. Conflitos entre grupos rivais, agressões físicas e caçobody, relatados pela comunidade educativa, trazem para a ordem do dia a questão da segurança nas escolas. O Expresso das Ilhas foi entender melhor a realidade de algumas escolas da capital do país.

Também em destaque a entrevista com o PCA da Bolsa de Valores de Cabo Verde.

Em 2022, a Bolsa de Valores de Cabo Verde (BVC) conseguiu emitir o dobro da média de emissões dos últimos anos. Viu os municípios regressarem. Pela primeira vez teve um produto financeiro derivado. Apresentou a plataforma Blu-X. Atingiu e ultrapassou, pela primeira vez na história da BVC, a cifra dos 100 mil milhões de CVE de Capitalização Bolsista. “Um ano quase extraordinário”, como diz o presidente do Conselho de Administração da BVC, ao Expresso das Ilhas. O balanço do ano que passou e as perspectivas para o que agora começa, são os temas principais desta entrevista com Miguel Monteiro.

Ainda na Economia damos destaque ao crescimento do PIB no último trimestre de 2022. O Produto Interno Bruto (PIB) registou, em termos homólogos, um aumento de 17,1 %, em volume no terceiro trimestre de 2022, segundo informou na passada quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE). Na sequência, o ministro das Finanças avançou que as previsões apontam para o crescimento da economia entre 10 e 15%.

Destaque de capa igualmente para a Mensagem de Ano Novo do Presidente da República.

O Presidente da República  na sua mensagem de Ano Novo fez votos para que em 2023 tenhamos uma sociedade da amizade e da bem-aventurança com o sentimento de que é possível renovar a esperança num Cabo Verde melhor para todos.

Na Cultura damos destaque ao grupo Dope Move e ao seu projecto Freestyle is the Future. Nasceu de uma paixão, mas também da constatação de uma enorme carência em Cabo Verde de projectos ligados às danças de rua. Talento há, vontade também, faltava essa promoção organizada para dar impulso a esta arte performativa. Criado pelo grupo Dope Move, o projecto Freestyle is the Future (FFCV) está a agitar o panorama levando os diferentes estilos a todos e juntando jovens em cyphers, battles e aulas, todos unidos pela paixão pela dança.

A terminar destaque à homenagem a Nhonhô Hopffer Almada num texto de Paulo Lobo Linhares.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,4 jan 2023 0:05

Editado porAndre Amaral  em  6 fev 2023 23:30

pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.