​Distribuição de ração com desconto já começou. Bonificação chega aos 40%

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,10 jan 2018 15:31

As empresas de produção e venda de ração já começaram a venda bonificada de ração em vários pontos do país. A medida enquadra-se no programa de emergência para a mitigação da seca e do mau ano agrícola, aprovado há três meses pelo Governo.

A Unidade de Produção de Ração Animal – Rações de Cabo Verde (Upranimal) é uma das empresas que assinou o protocolo de colaboração com o Governo para a disponibilização de ração nas ilhas do Sotavento. O subgerente Danilson Silveira confirmou, em entrevista esta terça-feira, à Rádio Morabeza, que o produto já está disponível.

“Já temos ração disponível em todas as ilhas [do Sotavento]. No Fogo, iniciaram-se as compras ontem [08 de Janeiro], porque os vale-cheques só foram disponibilizados no final da semana passada. Na ilha do Maio, também já foi enviada a ração. Na ilha de Santiago, já temos praticamente em todos os pontos. Na Brava, também já temos em Nova Sintra”, assegura.

A ração é destinada aos criadores de gado, com os vale-cheques a serem disponibilizados pelo executivo, através das delegações do Ministério da Agricultura e Ambiente. Danilson Silveira explica que o produto é subsidiado em cerca de 40% do preço tabela da ração, sendo 20% através dos vale-cheque e mais 20% de desconto feito pelas próprias empresas.

“Por exemplo, em Santiago, na nossa empresa, a ração que antes custava 1600 escudos, reduzimos o preço para 1335. O Governo também subsidia mais 300 escudos, aproximadamente 20%. Ou seja, o criador com o vale-cheque adquire um saco de ração por 1035 escudos”, exemplifica.

Também a Suinave já começou a distribuição da ração nas mesmas condições. A garantia é de José Duarte, proprietário da empresa.

“Nós já estamos a distribuir. As nossas lojas na Assomada, por exemplo, já têm o produto disponível. Na cidade da Praia, também já está disponível, tanto na rotunda de Ponta d’Agua, como em Achada Grande. Na ilha do Fogo, vamos enviar na quarta-feira [10 de Janeiro]”, garante.

“Aqueles agricultores que têm um vale-cheque equivalente a 20% do preço actual da ração, nós também abdicamos de 20%, totalizando um montante de 40% mais baixo”, explica.

A atribuição de vale-cheques surge na sequência da assinatura de um protocolo de colaboração entre o Governo e as empresas de produção e venda de ração, designadamente, a Upra-nimal, Moave, Suinave e Mutivet. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,10 jan 2018 15:31

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  18 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.