“É preciso saber lidar com a seca” - António Sabino

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,28 mar 2018 8:38

Barragem de Canto de Cagarra, Santo Antão
Barragem de Canto de Cagarra, Santo Antão

A situação de seca que afecta o país é normal, o que é preciso é saber lidar com ela. Quem o diz é o especialista em hidrologia, António Sabino, convidado da última edição do Panorama 3.0, da Rádio Morabeza.

“O país vive permanentemente em período de seca, alternado por alguns períodos de chuva. Mas temos é de saber lidar com a seca, estudando as tecnologias de mitigação dos efeitos da seca”, defende.

O engenheiro agrónomo defende a adopção de políticas de ajustamento da seca, através da aposta na captação e armazenamento da água das chuvas. Entre outras medidas, António Sabino sugere que a construção de barragens deve ser continuada, mas estas têm de ser devidamente estudadas, para que sejam funcionais.

“Primeiro, educar o púbico em geral, depois continuar com as realizações [nomeadamente] construção de barragens com estudos perfeitos, construção de lagos artificiais, cobertura vegetal de todas as bacias hidrográficas, porque não se pode fazer barragens numa bacia hidrográfica que não seja completamente coberta de vegetação. Continuar a dessalinização, captação de água de nevoeiro, sistemas de aproveitamento das águas pluviais por todas as formas possíveis”, recomenda.

António Sabino chama a atenção para a necessidade de aplicação do tratamento anti-erosivo nas encostas e para cuidados na utilização da água.

“Não aplicando técnicas de conservação de solo e água, quando chove, todo o solo é mobilizado e escoa com a água para o mar, e vamos ter a rocha nua e quando chove outra vez, toda a água escoa, não há infiltração, não há recarga, não há lençóis. E as pessoas vêm reclamar que antigamente havia nascentes mas esquecem-se que foram a causa da degradação”, explica.

Aos agricultores, o especialista recomenda a utilização de sistemas de rega devidamente estudados para economizar água.

Questionado sobre a possibilidade de Cabo Verde chegar ao ponto em que se encontra, por exemplo, a África do Sul, de racionamento efectivo de distribuição de água ou fecho completo das torneiras, António Sabino diz que tudo depende da educação das pessoas.

Cabo Verde vive, neste momento, um período de seca em decorrência da falta de chuva. A situação levou o Governo a declarar situação de emergência hídrica em Dezembro de 2017.

Recupere aqui a última edição do Panorama 3.0, da Rádio Morabeza.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,28 mar 2018 8:38

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  23 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.