UniCV diz que UniRank não usou dados actualizados sobre a instituição

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,17 jan 2018 8:08

A Universidade de Cabo Verde considera que não foi utilizada informação actualizada sobre a instituição, na sua classificação no ranking das melhores universidades africanas, disse ontem a reitoria, em comunicado.

A UniCV reage desta forma à classificação elaborada pela UniRank, que coloca a universidade pública na 198ª posição, num total de 200 instituições de ensino superior africanas avaliadas.

De acordo com a entidade que faz a classificação de universidades em todo o mundo, a UniCV caiu 120 posições em relação a 2015, ano em que se encontrava no 78º lugar.

Em nota de imprensa, a Universidade de Cabo Verde diz que não foram utilizados dados actualizados para determinar a avaliação.

“Não sendo conhecidos os critérios que servem de base para a classificação e não tendo a UniCV conhecimento de alguma consulta para obtenção de dados por parte do organismo que produziu o ranking, é de se admitir que não foi utilizada informação actualizada sobre a instituição”, lê-se no documento.

“Com efeito, o site do referido ranking apresenta informações sobre a universidade notoriamente não conformes com o cenário actual da UniCV”, acrescenta.

Na mesma nota, a instituição de ensino superior lembra que o objectivo da UniRank University Ranking é fornecer um ranking de popularidade aproximado de universidades e faculdades mundiais, com base na popularidade dos seus sites em termos de tráfego, confiança e popularidade de links de qualidade.

Também diz que o ranking não classifica as organizações de educação superior ou os seus programas, pela qualidade do ensino ou pelo nível de serviços prestados.

“A UniRank University Ranking não é um ranking académico e, portanto, não deve ser adoptado como o principal critério de avaliação de qualidade”, lê-se.

A universidade entende que para uma ideia mais abrangente da sua classificação, deve-se considerar, também, outros rankings que usam diferentes indicadores. A UniCV defende que a metodologia dos rankings varia quanto aos factores avaliados, nomeadamente a produção científica, prestígio entre pares e recrutadores, grau de internacionalização do quadro docente e discente, entre outros, “sendo que os indicadores não podem ser tidos como absolutos”.

Neste sentido, recorda que a universidade pública aparece em muitos outros rankings internacionais, com posições diversas.

“A título de exemplo, de acordo com os dados do Webometrics Ranking of World Universities, um dos maiores rankings académicos do mundo, em Março de 2016 a Uni-CV encontrava-se na posição 282, entre 1.417 universidades africanas e passou a ocupar a posição 190 em Julho de 2017, no conjunto de 1.497 universidades do referido continente”, exemplifica.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,17 jan 2018 8:08

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.