Campanha de pulverização passou por 86% das casas da capital

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,28 ago 2018 7:24

​O coordenador do Programa de Luta Anti-Vectorial, António Moreira, fez segunda-feira um balanço positivo da campanha que culminou na semana passada e garantiu uma taxa de pulverização de 86 por cento (%) das casas da Cidade da Praia.

Em declarações à Inforpress, António Moreira avançou que o programa, posto em prática no âmbito da campanha anti-vectorial, conseguiu atingir a meta estipulada, sobretudo, no município da Praia, urbe que constitui a maior preocupação das autoridades sanitárias.

“Fizemos na Praia a pulverização de 86% das casas e as 14% que não foram desinfectadas ficaram-se a dever ao facto de se encontrarem fechadas ou por alegação de alguns proprietários, segundo as quais, nas suas moradias não existem mosquitos”, disse.

Apesar do fim da campanha nacional de pulverização, o sector da saúde, através das delegacias de saúde, possui piquetes de serviço para pulverização que serão accionados sempre que seja necessário.

“Vamos continuar sempre no terreno para dar combate aos viveiros. Aliás, neste momento, estamos a realizar limpeza, drenagem e pulverização da água que acumula na Cidade Avenida de Lisboa e que desemboca na Praia de Gamboa, assim como a manutenção do vale de Fontão”, salientou.

Desde Janeiro, o arquipélago não registou nenhum caso de paludismo autóctone.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,28 ago 2018 7:24

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 nov 2018 3:22

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.