AAC não vê " razões objectivas que justifiquem" adiamento pedido pela Binter

PorAndre Amaral,5 out 2018 19:03

Em comunicado a Agência de Aviação Civil (AAC) disse, hoje, que não aceitou o pedido de adiamento da entrada em vigor das novas tarifas máximas. Novos preços entram em vigor no dia 28 de Outubro.

A Binter tinha pedido à AAC, no passado dia 26 de Setembro, que esta adiasse para Janeiro a entrada em vigor da nova tabela tarifária que tinha sido anunciada dias antes pela reguladora da aviação civil.

Hoje, em comunicado, a AAC "informa que enviou hoje uma nota à companhia aérea a comunicar a sua decisão em manter inalterada a data de entrada em vigor da Deliberação, prevista para 28 de Outubro de 2018".

"A reguladora não encontra razões objectivas que justifiquem uma prorrogação da entrada em vigor e ainda entende que prevalecem os critérios ditados pelas condições do mercado doméstico de transporte aéreo que motivaram a calibração dos preços. A decisão tomada teve em consideração a sustentabilidade da operadora e a protecção dos interesses dos consumidores", reforça a AAC.

A 21 de Setembro, a AAC anunciou o estabelecimento de novas tarifas máximas que prevêem uma redução dos valores em algumas das rotas operadas pela Binter Cabo Verde. Segundo a reguladora esta actualização prevê uma descida média de 2,33% nas tarifas máximas nos percursos aprovados em Outubro de 2016 e de 7,96% nas tarifas máximas dos percursos origem e destino anteriormente não contempladas naquela deliberação.

Esta decisão levou a companhia aérea a suspender a venda de passagens aéreas a partir de dia 28, data em que a nova tabela tarifária entrava em vigor. Em mensagem enviada às agências de viagens, e à qual o Expresso das Ilhas teve acesso, a empresa confirma a decisão, tomada na sequência da redução das tarifas para os voos domésticos, decidida pela Agência de Aviação Civil (AAC).

Num outro comunicado, neste caso enviado às redacções e publicado no Facebook da empresa, a companhia cabo-verdiana, com capital espanhol, comentava que as novas tarifas prejudicam "gravemente a Binter Cabo Verde". 

O conflito entre reguladora e operadora aérea ficou sanado no dia 26 quando, mais uma vez em comunicado, a Binter Cabo Verde comunicou o reinício da venda de bilhetes inter-ilhas para datas a partir de 28 de Outubro. A companhia justifica a decisão com aquilo que classifica de "reuniões frutíferas" realizadas na Praia e explicando que endereçou um pedido à AAC, para que a reguladora reavaliasse o quadro tarifário previsto para entrar em vigor a 28 de Outubro. Um pedido que foi agora negado pela reguladora por não existirem "razões objectivas" para que tal aconteça.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,5 out 2018 19:03

Editado porAndre Amaral  em  26 jun 2019 23:22

pub.

pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.