Inquérito traça retrato preocupante para jornais impressos

PorAndre Amaral,12 ago 2019 15:03

Apenas 1% da população cabo-verdiana lê jornais, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística. Televisão é o meio de comunicação social preferido seguido das redes sociais e da rádio.

O inquérito a 6.143 pessoas realizado pelo INE e divulgado durante a manhã de hoje foi revelado que 59% dos cabo-verdianos não sabe o nome de qualquer dos quatro jornais impressos que são vendidos no país e que apenas 4% das pessoas leu um jornal nos últimos três meses.

Dentro do total de pessoas que disse ter lido um jornal naquele período de tempo, a maioria disse que lê jornais semanalmente, e 40% admitiu que compra jornais. Já quanto ao escalão etário, a maioria dos leitores tem 25 e 44 anos é do sexo masculino e vive em meio urbano.

Quanto às habilitações literárias o inquérito do INE revelou que quem lê jornais tem o ensino secundário ou alguma graduação pós-secundária.

Os temas de sociedade e política são os preferidos dos cabo-verdianos que também usam os jornais impressos para obter informações sobre economia e finanças, desporto ou, então, para consultar anúncios.

O nível de desconhecimento dos nomes dos jornais mantêm-se nas suas edições online. 58% das pessoas ouvidas pelo INE não souberam apontar qual o nome das edições online de nenhum jornal do país.

Quanto à preferência temática, à semelhança das edições impressas, sociedade e política são os temas preferidos.

A televisão, segundo os resultados deste inquérito, é o meio de comunicação social preferido dos cabo-verdianos uma vez que 82% dos inquiridos diz que é através da televisão que se prefere informar. Redes sociais (42%) e rádio (33%) fecham o top3 das preferências.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,12 ago 2019 15:03

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 ago 2019 13:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.