Santa Maria terá em dois anos mais uma clínica médica : “Trazer mais saúde ao turismo é o que nos motiva a criar este projecto”

PorSusana Rendall Rocha,9 fev 2020 11:27

Orçado em cerca de 4 milhões de euros, nasce em dois anos, na cidade turística de Santa Maria, o MedSal – Medical Residence, com foco no turismo de saúde que tem como objectivo primordial melhorar a qualidade da saúde na ilha turística e, apoiar o serviço público disponível para os residentes no Sal e para os turistas.

O empreendimento de quatro andares é um investimento dos irmãos médicos, António Moniz e José Carlos Moniz, ambos já com investimentos na área da saúde na ilha do Sal. Juntos decidiram criar o projecto MedSal Medical Residence, que contempla uma clínica privada e uma residência medicamente assistida, com apartamentos de tipologias T0, T1, T2 e T3.

A apresentação esteve a cargo do arquitecto respon­sável pelo projecto, Carlos Hamelberg, da ARQ&URB e teve lugar na Academia do Académico do Aeroporto do Sal, na Cidade de Espargos, logo seguida do acto de lança­mento da primeira pedra, à entrada da Cidade de Santa Maria.

A execução da obra fica a cargo da empresa Landim Construções, com sede na ilha do Sal, que já esta semana colocará as vedações para dar inicio à edificação.

“O nosso projecto assenta numa oferta de cuidados de saúde para a população local que se complementa numa vertente que pretende dar mais saúde ao turismo, através das residências medicamente assistidas, no que diz respeito ao turismo de bem-estar”, afirma o médico José Carlos Moniz.

Numa primeira fase estão previstos dois pisos, mas a intenção dos investidores é duplicar o tamanho das instalações.

Entre os serviços que serão prestados, merece destaque a intenção de disponibilizar um aparelho de ressonância magnética, neste momento inexistente na ilha, mas também a realização de consultas médicas, análises clínicas, serviços de imagiologia, centro de fisioterapia e reabilitação, enfermaria, tratamentos emergenciais e um bloco operatório com capacidade cirúrgica e de internamento.

Além disso, estão também previstos espaços para os serviços administrativos, cafetaria, área comercial, incluindo uma loja de conveniência.

O empreendimento, que deverá estar concluído em dois anos, foi apresentado oficialmente há quatro dias, e o seu lançamento contou com a presença do titular da pasta da Saúde, Arlindo do Rosário.

Durante o acto, o ministro afirmou que “a iniciativa privada, particularmente no sector da saúde, vem crescendo e ganhando força, na ilha do Sal”, sublinhando que os sectores público e privado devem caminhar de mãos dadas, de modo “a prestar melhores cuidados preventivos e curativos à população residente e aos turistas”.

Arlindo do Rosário afirmou ainda que este projecto “traduz audácia, confiança e espírito empreendedor dos promotores, e é também um sinal de confiança no país e no desenvolvimento do sector da saúde.

“Ao Governo cabe criar um ambiente propício para a complementaridade entre o sector privado e público, através da implementação de medidas legislativas, como as recentemente aprovadas pelo Parlamento, de alteração na Lei de Bases da Saúde, da criação da entidade reguladora da saúde, e medidas fiscais que visam melhorar o ambiente e as condições de catuação dos dois sectores”.

O lançamento do MedSal – Medical Residence contou com a presença do presidente da Câmara Municipal do Sal, dos promotores do projecto, entre vários outros representantes dos serviços desconcentrados do Estado, na ilha, além do ministro da Saúde e Segurança Social, que presidiu ao acto.

Texto originalmente publicado na edição impressa do Expresso das Ilhas nº 949 de 5 de Fevereiro de 2020. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Susana Rendall Rocha,9 fev 2020 11:27

Editado porSara Almeida  em  22 fev 2020 23:20

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.