Hospital da Praia aguarda chegada de mais equipamentos para melhorar capacidade de resposta em caso de coronavírus

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,27 fev 2020 16:53

O presidente do conselho de administração do Hospital Agostinho Neto disse hoje que o hospital está a aguardar a chegada de mais equipamentos para melhorar a sua capacidade de resposta a eventuais casos de coronavírus em Cabo Verde.

Júlio Andrade fez estas declarações à imprensa, à margem da cerimónia de assinatura de um protocolo entre a empresa CV Telecom e o Hospital Agostinho Neto, realizada na Cidade da Praia.

Questionado se neste momento o hospital está suficientemente preparado para dar respostas a casos de coronavírus, o responsável garantiu que o estabelecimento hospitalar sempre esteve preparado no que se refere à colocação de até 14 pessoas no isolamento.

Entretanto, defendeu a necessidade do hospital ter capacidade de resposta nos casos “mais complexos”, daí que, acrescentou, o mesmo já fez a aquisição de novos equipamentos, nomeadamente ventiladores e monitores que estão para chegar. Os mesmos são destinados a situações mais complexas que poderão exigir ventilação.

Júlio Andrade desmentiu que, neste momento, o hospital tem sob quarentena um cidadão chinês, ajuntando que isso é “fake news” e que caso fosse verdade o Ministério da Saúde já teria comunicado esse isolamento.

“Aqui no hospital não há ninguém sob quarentena, só se for noutro sítio. O que há são pessoas que estão em casa que vieram da China e de outros sítios e que estão a fazer quarentena domiciliar”, afiançou, explicando que esta é uma questão de prevenção e que se houver algum caso positivo o hospital fará o internamento e prestação de assistência medicamentosa.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) avisou na segunda-feira que o mundo tem de se preparar para uma “eventual pandemia” do novo coronavírus, considerando “muito preocupante” o “aumento repentino” de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão.

O Governo cabo-verdiano autorizou a transferência de verbas entre departamentos governamentais no valor global de 76,8 mil contos para financiar o Plano de Emergência da luta contra a epidemia de coronavírus.

Para o efeito, foram cortadas verbas nos vários ministérios, previstas no Orçamento do Estado para 2020, essencialmente nas rubricas de “deslocação e estadas” de membros do executivo.

Por outro lado, o Governo adoptou uma resolução que vai interditar todos os voos provenientes da Itália por um período de três semanas, por causa do coronavírus.

Conforme o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, a situação será avaliada para decisão sobre a continuidade da medida ou seu cancelamento, conforme a avaliação da evolução do coronavírus (COVID-19) em Itália.

Segundo os dados actualizados pela Comissão Nacional de Saúde da China, até à meia-noite de hoje o país somava um total de 2.744 mortos e 78.497 casos confirmados.

Além de 2.744 mortos na China, onde o surto começou no final do ano passado, há registo de vítimas mortais no Irão, Coreia do Sul, Itália, Japão, Filipinas, França, Hong Kong e Taiwan.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,27 fev 2020 16:53

Editado porSara Almeida  em  10 jul 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.