“Director Nacional de Saúde não tem competência para abrir inquérito ao Hospital Agostinho Neto” - Júlio Andrade

PorDulcina Mendes,11 mai 2020 16:54

O PCA do Hospital do Agostinho Neto, Júlio Andrade, disse esta manhã que o Director Nacional de Saúde, Artur Correia não tem competência técnica e nem administrativa para abrir qualquer inquérito de auditoria ao Hospital Agostinho Neto.

Júlio Andrade fez esta afirmação em conferência de imprensa sobre a situação actual da infecção pelo novo coronavírus, no Hospital Agostinho Neto, depois do Director Nacional de Saúde se demarcar dos casos da Trindade, e anunciar que será  aberto um inquérito para apurar as eventuais falhas. 

“Já ouvimos duas vezes o Director Nacional de Saúde a dizer que vai fazer um inquérito ao Hospital Agostinho Neto, estamos tranquilos a qualquer tipo de inquérito. Fizemos e continuaremos a fazer o máximo possível para dar a melhor assistência possível à população. Nós não dependemos da Direcção Geral de Saúde, portanto ele não tem nem competência técnica e nem administrativa para abrir qualquer auditoria ao hospital”, assegura.

Júlio Andrade sublinhou ainda que não tem problema em pôr o cargo à disposição, se o Governo achar que há pessoas mais competentes para dirigir o Hospital Central da Praia.

“Somos nomeados pelo Governo e pelo Conselho de Ministros e o nosso cargo na generalidade aqui está a disposição, do Governo e de quem quer que seja. Estamos a fazer o nosso máximo”, indicou.

Júlio Andrade avançou que no final da pandemia irá ser elaborado um relatório para o Governo poder avaliar o desempenho de todas as estruturas de saúde sobre a sua direcção.

Sobre os doentes infectados, afirmou que há mais quatro profissionais do Hospital da Trindade diagnosticados com COVID-19.

Ao todo são já 40 as pessoas dessa extensão da psiquiatria do Hospital Agostinho Neto com COVID-19, sendo 24 doentes e 16 profissionais.

Na conferência de imprensa, Júlio Andrade garantiu que já foram criadas todas as condições para dar assistência aos doentes e trabalhadores do Hospital da Trindade.

“Os doentes estão bem, estão todos assintomáticos e sem quadro clínico que justifique qualquer preocupação, até este momento. Criamos todas as condições, evidentemente que não são hotéis cinco estrelas, mas criamos todas as condições para que os doentes e os trabalhadores que optarem por ficar no Hospital da Trindade tenham todas as condições mínimas necessárias para ultrapassar esta fase difícil”, garante.

De lembrar que hoje surgiram mais 14 casos na cidade da Praia, de um total de 72 amostras analisadas no domingo, 10, no laboratório de virologia, e neste momento Cabo Verde regista 260 casos, sendo 197 na Praia, 56 na Boa Vista, dois em Tarrafal de Santiago, dois em São Domingo e três em São Vicente. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,11 mai 2020 16:54

Editado porSara Almeida  em  30 mai 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.