HBS retoma marcações de forma faseada e via meios electrónicos

PorInforpress,15 mai 2020 8:26

j
j

O Hospital Baptista de Sousa (HBS), em São Vicente, vai retomar as marcações de consultas de especialidade, exames complementares de diagnóstico e tratamentos de forma faseada e com novas orientações, com reagendamentos e marcações via meios electrónicos.

As marcações com datas a partir de 23 de Março de 2020, conforme nota da direcção do hospital enviada à Inforpress, serão reagendadas e os utentes receberão uma nova chamada telefónica com nova data e horário.

“Os utentes não devem deslocar-se à central de consultas sem essa nova marcação para evitar aglomerações de pessoas e risco de transmissão de coronavírus”, alertou a mesma fonte adiantando que a cobrança será feita no próprio dia da realização das consultas e dos exames complementares.

Quanto às novas marcações devem chegar à central de consultas por meio electrónico: os pedidos internos, da Delegacia de Saúde e os dos centros de saúde.

“Estamos a trabalhar para organizar de forma segura os pedidos de marcações vindos do sector privado que vêm em formato de papel”, garantiu a direcção do HBS acrescentando que neste momento só se poderá realizar exames vindos do hospital e da Delegacia de Saúde, por haver ”limitação de reagentes de laboratório”, causada pelas limitações impostas pela pandemia da COVID-19, entre estes, o transporte e dificuldade nas compras internacionais.

As consultas subsequentes, conforme a mesma fonte, serão marcadas pelos próprios clínicos bem como os pedidos de exames gerados dessas consultas.

Já as consultas de oftalmologia vão ser retomadas após os arranjos necessários e as endoscopias digestivas reservadas somente para os casos prioritários.

O HBS informou ainda que as actividades cirúrgicas estão “fortemente condicionadas” pelas restrições actuais existindo ainda uma “indefinição em relação à garantia de anestésicos tanto para as cirurgias como para outros procedimentos médicos”.

“Só poderemos agendar cirurgias electivas quando houver essa garantia sob pena de não se conseguir realizar procedimentos urgentes/emergentes. O hospital teve de fazer adaptações para a abordagem dos suspeitos de COVID-19 numa enfermaria à parte e garantir um local de internamento dos doentes confirmados, tendo neste momento menos camas de internamento para as especialidades cirúrgicas”, lê-se no comunicado que assegura que a população vai ser informada quando estas cirurgias não urgentes forem possíveis.

Nos serviços de internamentos as visitas continuam limitadas a uma pessoa por dia, identificada e durante 30 minutos e o acompanhante no bloco de partos será “submetido ao inquérito epidemiológico para classificação de risco e sendo de baixo risco poderá acompanhar o parto, cumprindo as medidas de higiene adequadas, as instruções dos profissionais de saúde e o uso de máscara social”.

O concelho da Praia registou nas últimas 24 horas mais 26 casos positivos de infecção pelo novo coronavírus, causadora da COVID-19, elevando para 315 o total de infectados no País desde o início da epidemia.

Estes 315 casos de COVID-19 acumulados estão distribuídos pelas ilhas de Santiago (256, sendo, 252 na Praia, dois no Tarrafal e um em São Domingos), da Boa Vista (56) e de São Vicente (três).

Destes casos testados positivos há a registar 67 recuperados e duas mortes – um cidadão inglês de 62 anos que se encontrava de férias na ilha da Boa Vista, e uma idosa de mais de 90 anos do concelho da Praia.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Inforpress,15 mai 2020 8:26

Editado porSara Almeida  em  24 fev 2021 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.