Boa Vista espera deixar de ter casos activos de COVID-19 esta semana

PorExpresso das Ilhas, Lusa,19 mai 2020 7:22

A ilha da Boa Vista, primeiro foco da COVID-19 em Cabo Verde, deverá deixar esta semana de ter casos activos da doença face à expectativa, revelada esta segunda-feira pelo director nacional de Saúde, da alta médica dos dois últimos doentes diagnosticados.

“Com certeza que esses dois pacientes irão para casa”, afirmou  o director nacional de saúde de Cabo Verde, Artur Correia, no balanço diário da pandemia da COVID-19, explicando que até quarta-feira deverão ser feitos os últimos testes a estes dois doentes da Boa Vista.

Para serem considerados recuperados, os doentes têm de testar duas vezes negativo para COVID-19.

A ilha da Boa Vista registou o primeiro caso da doença em 19 de Março, um cidadão inglês de 62 anos que viria a falecer dias depois, e a 20 do mesmo mês foi posta em isolamento das restantes ilhas, para depois entrar também em estado de emergência, do qual saiu em 14 de Maio.

Até hoje, a ilha registou 56 casos da doença, do quais 51 recuperados, um óbito, dois doentes transferidos para os seus países, e tem apenas dois casos activos, em isolamento.

O último caso positivo para COVID-19 na Boa Vista foi diagnosticado em 27 de Abril.

“Não temos casos novos até agora. Boa vista está consolidada (…) Espero que a lição da Boa Vista sirva para a Praia [80% dos casos do país] poder rapidamente consolidar a situação”, afirmou Artur Correia, acrescentando que naquela ilha foram também realizados 500 testes rápidos – para pesquisa de anticorpos e comprovar se houve contacto com o novo coronavírus – e “deram todos negativo”.

Cabo Verde tem um acumulado de 328 casos de COVID-19 (262 na Praia, ilha de Santiago), dos quais três resultaram em óbito e 84 foram, entretanto, dados como recuperados.

No balanço feito esta segunda-feira, face aos dados das últimas semanas, Artur Correia apontou que Cabo Verde está já no planalto da curva epidemiológica da COVID-19: “Analisando todas as semanas epidemiológicas, podemos dizer que temos estado a pôr um travão à livre circulação do vírus em Cabo Verde”.

Contudo, desde sábado que os dados não são actualizados devido à manutenção que está a ser feita na máquina de teste do Laboratório de Virologia do Instituto Nacional de Saúde Pública, pelo que a retoma à divulgação de resultados às análises pendentes só deverá acontecer na terça-feira, explicou Artur Correia.

Desde o início da pandemia de COVID-19, o Laboratório de Virologia, na Praia, já realizou 2.714 testes à COVID-19, a um ritmo de 400 a 750 por semana, que será reforçado com uma segunda máquina de testes ainda este mês, além da instalação de um outro laboratório na ilha de São Vicente.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,19 mai 2020 7:22

Editado porSara Almeida  em  6 ago 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.