OMS elogia medidas antecipadas do governo

PorSheilla Ribeiro,11 jun 2020 20:47

O representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Cabo Verde , Hernando Agudelo, enalteceu hoje, na Cidade da Praia, o trabalho das autoridades cabo-verdianas na “mitigação” dos efeitos da COVID-19, com as medidas tomadas antes do aparecimento do primeiro caso no país.

Hernando Agudelo falava à imprensa a margem de um encontro com o Presidente da República para dar informações detalhadas sobre as actividades da OMS em Cabo Verde, no âmbito da pandemia da COVID- 19 e das relações de cooperação com Cabo Verde.

Para o representante da OMS as medidas adoptadas no país, antes do surgimento do primeiro caso, tem dado um efeito de mitigação na situação, de tal forma que as projecções não se concretizaram.

“Isso tem dado um efeito de mitigação de tal maneira que as expectativas de milhares de pessoas infectadas para o mês de Maio, como estava previsto, se logrou uma diminuição de número de contaminação entre as populações e isto tem sido muito positivo”, afirmou.

Além disso, prosseguiu, as medidas serviram para que a população tivesse consciência do que está a acontecer, para compreender como o vírus se transmite, para educar as pessoas a nível nacional através dos meios de comunicação.

Hernando Agudelo afirmou que agora Cabo Verde tem algumas bases na luta contra a COVID-19. apontando o conhecimento da população sobre a situação e o pessoal médico com conhecimento da doença e de como têm de abordar a situação.

“Na parte da vigilância já temos os elementos, as estruturas, as equipas para vigiar e ver como está a acontecer nas diferentes ilhas, como a doença está se comportando, isso facilita para agora. E agora que as fronteiras das ilhas se abriram, se calhar o vírus não se alastre na mesma velocidade”, ponderou.

O representante da OMS apelou ainda à população para evitar contaminar as pessoas vulneráveis e que mesmo que não tenham nenhuma doença, tratarem de isolá-los, de manter uma certa distância e adoptar comportamentos no que evitem a transmissão da doença em casa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,11 jun 2020 20:47

Editado porSara Almeida  em  25 mar 2021 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.