Laboratório do Sal recomeça a trabalhar "até ao fim de semana"

PorAndre Amaral,29 jul 2020 18:06

O laboratório do Sal, explicou esta tarde a presidente do INSP, deverá estar a funcionar novamente no final desta semana. Amostras recolhidas na ilha não deixarão de ser analisadas, assegurou, por seu lado o Director Nacional de Saúde. Óbito registado é de um paciente que estava internado no Hospital Agostinho Neto.

Na conferência desta quarta-feira o Director Nacional de Saúde esclareceu que a vítima mortal é "um homem de 64 anos que estava internado no Hospital Agostinho Neto e que apresentava outras co-morbilidades associadas".

Quanto aos casos activos da doença há "654 casos de internamento" dos quais 175 "estão em isolamento domiciliar e temos um total de 1694 altas acumuladas até hoje".

Hoje, disse ainda Artur Correia, registaram-se 78 altas. Já novos casos são 19, "dos quais 14 são na Praia, um na Ribeira Grande de Santiago e quatro em Santa Cruz".

Sobre o laboratório do Sal, inactivo há vários dias, a presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública, Maria da Luz Lima, esclareceu que se "está a tentar perceber o que se passa com alguns dos reagentes. Acreditamos que até ao fim de semana a situação esteja normalizada".

Questionada sobre qual o problema específico a presidente do INSP explicou que este deverá estar "num passou ou outro" das análises das amostras "que precisará de ser afinado. Como já foi explicado aqui a metodologia dos PCR tem várias etapas e, às vezes, se uma etapa não está certá há que refazer tudo".

Já Artur Correia acrescentou, em relação a este tema, que "uma coisa é certa, o Sal não ficará sem resposta. Mesmo que o equipamento avarie definitivamente. Enquanto preparamos, se for necessário a aquisição de outro, haveremos de responder através do laboratório da Praia, do laboratório de São Vicente ou mesmo recorrendo à ajuda de Portugal, por exemplo. O importante é que os doentes fiquem devidamente confinados enquanto aguardam os resultados, compreendendo que é muito angustiante ficar muitos dias à espera, mas estaremos atentos para organizar alternativas de resposta".

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,29 jul 2020 18:06

Editado porSara Almeida  em  27 out 2020 23:21

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.