SINTAP alerta para “pendentes laborais” por resolver na CMSV

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,25 ago 2020 16:02

O SINTAP em São Vicente chama a atenção da Câmara Municipal local para a situação dos trabalhadores da autarquia, com vários pendentes laborais por resolver. Informação avançada hoje, em conferência de imprensa, pelo secretário-permanente do Sindicado dos Trabalhadores da Função Pública (SINTAP), Luís Fortes.

O sindicato denuncia, entre outros aspectos, supostas irregularidades no processo de integração dos trabalhadores no Plano de Cargos Carreiras e Salários (PCCS), além da precariedade dos funcionários de saneamento e limpeza pública.

“O processo de integração dos funcionários no PCCS foi feito de forma desajustada, o que gerou injustiça laboral. A situação dos concursos para integração na carreira técnica e de dirigentes é manifestamente viciada, ou seja, os concursos são montados com requisitos especificamente para pessoas pré-escolhidas. A regulamentação do serviço da Polícia Municipal foi aprovada em 2018, na Assembleia Municipal, e até hoje não foi publicada”, aponta.

Luís Fortes alerta ainda para o incumprimento dos direitos laborais dos funcionários no sector de saneamento e limpeza pública.

“Muitos são os funcionários com três a quatro anos de serviço, sem sequer beneficiarem da segurança social. Uma ilegalidade que a Direcção e Inspecção do trabalho fingem não conhecer. Esses funcionários estão desprotegidos no apoio à saúde, aos medicamentos e mesmo na contagem do tempo de serviço para aposentação”.

“Os materiais de protecção são manifestamente insuficientes e em alguns casos inexistentes. Não beneficiem de um subsídio que os possa ajudar a compensar os riscos”, acrescenta

A denúncia de falta de equipamentos adequados abrange também os funcionários da rede viária e das obras de construção que, segundo o sindicato, trabalham “sem a devida protecção física”.

A situação dos Bombeiros de São Vicente é outra questão que preocupa o sindicato, que afirma que “a situação continua difícil no que diz respeito ao número de efectivos e equipamentos".

O secretário-permanente do SINTAP diz que aguarda "há mais de dois meses” a resposta para um encontro com o presidente da Câmara Municipal, para abordar a questão dos trabalhadores.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,25 ago 2020 16:02

Editado porSara Almeida  em  7 jun 2021 23:21

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.