Privados ainda sem data para início da realização de testes PCR

PorAndre Amaral,9 set 2020 15:13

Segundo Elísio Silva, delegado de Saúde de São Vicente, a delegacia vai, a partir desta quinta-feira, a cobrar 14 mil escudos por cada teste PCR realizado aos viajantes que tenham como destino final um país estrangeiro. Entretanto, há já clínicas privadas a prepararem a entrada no mercado, sem contudo avançarem uma data para início da realização dos PCRs.

Os preços estabelecidos pela ERIS entram em vigor amanhã e serão cobrados aos viajantes que não se incluam na lista de isentos criada pelo governo.

Sem alteração ficam os testes realizados a pacientes suspeitos de serem portadores da doença e que se dirijam às estruturas de saúde para despistagem.

A deliberação que estipula o preço foi hoje publicada no Boletim Oficial e abre igualmente a possibilidade de os laboratórios privados começarem a realizar este tipo de testes de forma a aliviar o sector público de uma possível sobrecarga.

"Estamos em processo de aquisição dos equipamentos e dos reagentes", disse António Santos, proprietário de um laboratório de análises na Praia. No entanto, António Santos disse não ser capaz de dizer quando vão começar a realizar estes testes "uma vez que com a pandemia os prazos de entrega foram dilatados. Mas contamos começar o mais depressa possível".

Ouvido pelo Expresso das Ilhas o Delegado de Saúde de São Vicente, Elísio Silva, disse que a delegacia vai cobrar esse valor. "Só nos dão mais trabalho. Não ficamos com um tostão desse dinheiro", esclareceu Elísio Silva.

Fonte do Ministério das Finanças esclareceu, posteriormente, que o dinheiro cobrado pela realização dos testes PCR é canalizado para o Tesouro cabendo, depois, ao Ministério das Finanças e ao Ministério da Saúde decidir para que projecto é que essas verbas serão canalizadas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,9 set 2020 15:13

Editado porSara Almeida  em  22 set 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.