“Não é possível ter um mundo saudável se a justiça nas suas diversas dimensões não for um dos seus apanágios”

PorDulcina Mendes,7 abr 2021 10:52

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, fez esta afirmação na sua mensagem alusiva ao Dia Internacional da Saúde que se celebra hoje. A data foi escolhida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1948.

“Todos temos verificado que a pandemia, nas vertentes sanitárias, económica e social, não tem atingido os países e as comunidades de forma igual. Também verificamos que, mesmo quando países mais ricos são atingidos de forma mais acentuada em termos sanitários, a sua capacidade de reacção a esse nível e nas esferas económica e social é, incomparavelmente, maior do que a de países menos desenvolvidos”, indica. 

O Chefe do Estado considera que as disparidades idênticas também se notam entre as diferentes camadas sociais. “As comunidades mais vulneráveis estão mais expostas à doença, têm menor acesso aos serviços de saúde e sofrem mais com as medidas adoptadas para controlar a epidemia”.

Para Jorge Carlos Fonseca esta pandemia veio evidenciar, com dolorosa eloquência, que as determinantes sociais da saúde, como o emprego, a habitação, a educação, a protecção social e o acesso aos cuidados de saúde de qualidade, integram um conjunto de factores que condicionam, poderosamente, a saúde das pessoas e comunidades.

“Com o tema deste ano, a OMS alerta que sem justiça, especialmente, a social, não há saúde para todos, nem cobertura universal de saúde. Em Cabo Verde, continuamos a lutar contra a pandemia e a procurar minimizar os seus impactos, sanitários económicos e sociais”, sublinha.

Por outro lado, o Chefe do Estado disse que solidariza com os familiares dos cabo-verdianos que, no país e no estrangeiro, perderam a vida devido à doença, e deseja aos que foram acometidos pela COVID-19 pronto restabelecimento. “Dirijo-me a todos os cidadãos apelando a que adoptem, de forma rigorosa, os procedimentos recomendados pelas autoridades, especialmente neste período eleitoral”.

E para este dia mundial da saúde, Jorge Carlos Fonseca manda um abraço calorosa e afectuosamente aos profissionais da saúde que, “desde a primeira hora, com risco para a sua saúde e para a das suas famílias, tudo têm feito para assegurar um bom combate à doença”.

O Presidente da República apela ainda aos responsáveis a terem na devida conta as determinantes sociais da saúde no enfrentamento da epidemia e dos demais problemas de saúde no nosso país. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Dulcina Mendes,7 abr 2021 10:52

Editado porDulcina Mendes  em  15 abr 2021 8:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.