Presidente da República recebe primeira dose da vacina AstraZeneca

PorSheilla Ribeiro,7 abr 2021 13:03

O Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, recebeu hoje a primeira dose da vacina AstraZeneca e apelou à população para que tome a vacina com confiança, com esperança, porque só assim o país pode vencer a pandemia.

Jorge Carlos Fonseca falava à imprensa depois de receber a primeira dose da vacina, no Centro de Saúde de Tira Chapéu.

“Não custa nada. Eu, como Presidente da República e como cidadão cabo-verdiano, apelo a todos os cabo-verdianos que, quando for a sua vez, tomem vacina com confiança, com esperança, porque só assim que nós podemos vencer essa pandemia”, apelou.

O Chefe do Estado afirmou ainda que a AstraZeneca é uma vacina validada por todas as instâncias internacionais e que espera que muitos cabo-verdianos procedam à vacinação. Sobretudo, continuou, “será importante” que a meta de vacinar 70% da população até o final deste ano seja cumprida.

“Nos últimos dias temos tido um aumento de casos em especial na Praia. Temos tido também no Sal, Boa Vista e portanto, eu reafirmo, reitero o meu apelo de que as entidades sanitárias, as autoridades, devem estar atentas ao evoluir da situação sobretudo neste período que é de campanha eleitoral”, afirmou.

Segundo Jorge Carlos Fonseca, a campanha eleitoral “seduz” os agentes políticos às aglomerações, mas tudo deve ser feito para as evitar, fazendo uma campanha com os meios que evitem os ajuntamentos.

“Todos devemos ser responsáveis, nada é mais importante do que a vida e a saúde dos cabo-verdianos. Portanto, as autoridades competentes devem também fiscalizar e fazer cumprir as regras que são estabelecidas. Porque não vale a pena apenas fazer anúncios de medidas, é preciso que, anunciadas as medidas, elas sejam efectivamente cumpridas”, disse.

Para tanto, o Presidente da República proferiu que deve haver a fiscalização efectiva do cumprimento dessas regras. À população, sobretudo os mais jovens, Jorge Carlos Fonseca pediu que sigam as regras, que evitem as aglomerações, festas privadas e que não estejam todos "aos montes" nas praias já que ninguém está isento de ser infectado.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,7 abr 2021 13:03

Editado porSara Almeida  em  15 abr 2021 10:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.