Carta europeia do turismo sustentável nas áreas protegidas mostrada em Santiago

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,14 nov 2021 14:42

Há ainda desafios para conseguir turismo de qualidade
Há ainda desafios para conseguir turismo de qualidade

A Organização das Mulheres de Cabo Verde (OMCV) promove um workshop para apresentar a carta europeia do turismo sustentável nas áreas protegidas, esta segunda-feira, e identificar elementos que possam ser adaptados à realidade cabo-verdiana

Em declarações à Inforpress, a coordenadora nacional do projecto “Apoio a micro empreendedorismo feminino ambientalmente sustentável no sector do turismo rural visando a Resiliência dos sectores vulneráveis”, Eloisa Cardoso, explicou que o workshop será dirigido por dois consultores internacionais que estão em Cabo Verde em representação da Unesco.

“Os consultores estão aqui para fazer um trabalho juntamente com os técnicos do Ministério da Agricultura e Ambiente, guias turísticos e algumas entidades ligadas ao sector do turismo rural, para abordar que elementos poderão ser adaptados à nossa realidade”, disse.

“Temos de ver através da partilha das experiências o que serve para nós como referência e o que pode ser adaptado à nossa realidade para podermos desenvolver um turismo sustentável na nossa área protegida porque outras experiências poderão ajudar-nos a trabalhar melhor”, reforçou. O projecto abrange as ilhas de Santo Antão, Fogo e Santiago.

Eloisa Cardoso reconhece também a necessidade de apostar na formação das comunidades para prestação de serviços de qualidade na área do turismo rural. Famílias preparadas, com espaços adequados para receber os turistas, capacidade de venda dos produtos turísticos e as parcerias entre as agências e operadores turísticos nacionais e internacionais são principais desafios a serem ultrapassados.

O projecto “Apoio a Micro Empreendedorismo Feminino Ambientalmente Sustentável no âmbito do Turismo Rural Visando a Resiliência dos Sectores Vulneráveis” é financiado pela Agência Italiana de Cooperação para o Desenvolvimento, está a ser implementado nas ilhas de Santiago, Fogo e Santo Antão, e já beneficiou cerca de 400 pessoas, a maioria mulheres.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,14 nov 2021 14:42

Editado porJorge Montezinho  em  16 ago 2022 23:28

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.