Fundo Autónomo das Pescas estabelece protocolo com instituições de microfinanças

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,6 set 2022 14:11

Assinatura de contrato cooperação entre o Ministro do Mar e Instituições de MicroFinanças
Assinatura de contrato cooperação entre o Ministro do Mar e Instituições de MicroFinanças Radio Morabeza

O Fundo Autónomo das Pescas concedeu às Instituições de microfinanças, nomeadamente OMCV, Morabi e ASDIS, a gestão financeira e económica de 3.500 contos, para apoiar agentes do sector das pescas residentes em Cabo Verde. A assinatura do contrato de cooperação aconteceu esta manhã, na Praia.

O ministro do Mar, Abraão Vicente, refere que o acto de adquirir um motor ou um bote com acesso a crédito é um empoderamento consciente por parte de quem dirige as instituições de microfinanças.

"Aqui é mais um passo extraordinário da parte da Direcção Nacional das Pescas, financiado, digamos assim, pelo Fundo Autónomo das Pescas, para alavancar o sector e comunicá-lo como um sector eminentemente económico, de combate à pobreza, onde há auto-responsabilização. Nós não podemos continuar a distribuir gratuitamente a 100% qualquer instrumento de trabalho", afirma.

Por sua vez, a presidente da Morabi, Lina Maria Mendes Gonçalves, acredita que esta parceria pode ser o ponto de viragem para dinamizar o sector da pesca artesanal e melhorar as condições de vida de milhares de famílias.

“Através da inclusão social e financeira, contribuindo para o crescimento da economia nacional, diminuição da pobreza. São iniciativas desta natureza que se espera do governo. Iniciativas que possibilitam aos mais vulneráveis aceder a recursos financeiros em condições que lhes permitam o investimento necessário para driblar a precariedade laboral, melhorar as condições de vida e garantir a sustentabilidade da atividade desenvolvida a longo prazo”, avança.

O contrato do Fundo Autónomo das Pescas com as instituições de microfinanças visa a operacionalização do edital de apoio à pesca artesanal para o ano 2022, publicado pelo Ministério do Mar, destinado a apoiar os agentes do sector das pescas residentes em Cabo Verde.

Estes apoios à pesca artesanal assumem um caráter de empréstimo reembolsável em 50% dos valores destinados à aquisição e reparação de motores fora de borda, reparação e conservação de botes, aquisição de malas térmicas, aquisição de arcas frigoríficas, aquisição de kits de mergulho e de segurança.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,6 set 2022 14:11

Editado porAndre Amaral  em  29 set 2022 19:20

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.