Centro Multinacional de Coordenação Marítima da Zona G da CEDEAO sediada no Porto da Praia

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,26 out 2022 13:38

Acto de assinatura do Acordo Sede entre o Governo de Cabo Verde e a CEDEAO
Acto de assinatura do Acordo Sede entre o Governo de Cabo Verde e a CEDEAO Rádio Morabeza

Cinquenta mil contos é quanto vai custar o início de funcionamento do Centro Multinacional de Coordenação Marítima da Zona G, da qual fazem parte Cabo Verde, Gâmbia, Guiné-Bissau, Mali e Senegal. O centro já está instalado no Porto da Praia, e visa garantir a segurança na Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), anunciou hoje a ministra da Defesa.

O montante foi avançado por Janine Lélis, no ato de assinatura do Acordo Sede entre o Governo de Cabo Verde e a CEDEAO relativo ao Centro Multinacional de Coordenação Marítima da Zona G.

"O valor que está no orçamento de Estado é cerca de 38 mil contos para o próximo ano, e o valor que vai ser avançado pela Alemanha está na ordem dos 12 mil contos, em função de um orçamento que o próprio Ministério da Defesa apresentou em termos das necessidades mais emergentes. Há um orçamento que é inicial, e é isso que nos está a exigir mais, que é exactamente conseguir ter os equipamentos. A partir do momento que a gente tem os equipamentos, temos que garantir o funcionamento. Garantir o funcionamento é com a verba que já está garantida no orçamento do Estado”, avança.

O Centro Multinacional de Coordenação Marítima da Zona G, ficará sediada no Porto da Praia, nas antigas instalações da ENAPOR.

“Já temos ali equipamentos instalados. O centro já existe, inclusive com antenas e algum equipamento operacional que foi adquirido há já algum tempo. Ou seja, agora estamos a completar o processo de formalização através dessa assinatura, mas também, foi feita aqui uma advocacia para que conseguíssemos o financiamento para poder apetrechar melhor esse centro que já existe, mas que ainda tinha algumas questões em especial de equipamentos para serem resolvidas e equacionadas”,explica.

O acordo Sede entre o Governo de Cabo Verde e a CEDEAO relativo ao Centro Multinacional de Coordenação Marítima da Zona G foi assinado entre os Ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional, Rui Figueiredo Soares e pela vice-Presidente da Comissão da CEDEAO, Damtien Larbli.

A decisão da criação de um Centro Multinacional de Coordenação Marítima da Zona G saiu de uma Reunião Interministerial da CEDEAO, da Comunidade Económica dos Estados da África Central, e da Comissão do Golfo da Guiné, realizada a 19 de Março de 2013 em Cotonou, sobre a proteção e segurança marítima nas regiões da África Ocidental e Central. Face a isso, o Governo de Cabo Verde manifestou a sua disponibilidade para acolher, na Praia, a Sede do Centro, por forma a contribuir para a sua operacionalização, fornecer os meios materiais e conceder os privilégios e imunidades necessários para a realização das suas funções. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,26 out 2022 13:38

Editado porAndre Amaral  em  28 nov 2022 23:28

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.