"Governo não tem cumprido compromissos com os professores" - PAICV

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,21 abr 2018 18:45

Janira Hopffer Almada
Janira Hopffer Almada

A presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, afirmou hoje, na Cidade da Praia, que “muitos dos compromissos” assumidos pelo actual Governo com a classe docente não estão a ser cumpridos, após dois anos do mandato.

“É preciso colocarmos o foco na valorização da classe docente para podermos garantir a sua motivação”, afirmou.

A líder do maior partido da oposição falava à margem de um encontro que manteve com os professores da ilha de Santiago, para assinalar o Dia do Professor Cabo-verdiano, que se celebra a 23 de Abril.

O encontro, organizado pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV) e o seu grupo parlamentar, decorreu sob o lema “Pela valorização da classe docente”, no auditório da Escola Secundária Manuel Lopes, na localidade de Calabaceira, na Cidade da Praia.

Segundo a líder do PAICV, a resolução dos pendentes dos professores, o aumento salarial na Administração Pública são entre outras promessas do Governo que ainda não foram cumpridas.

“A resolução dos pendentes da classe docente sempre foi um compromisso que o Governo assumiu, mas resolução de forma imediata. Já vamos no terceiro orçamento do Estado aprovado sem que esses pendentes estejam todos resolvidos”, disse.

Janira Hopffer Almada considerou também que “as reformas do sistema de ensino que vêm sendo propaladas pelo executivo estão a afectar grandemente a situação dos professores” cabo-verdianos.

“Elas traduzem-se, basicamente, na reorganização da rede educativa pela via dos agrupamentos que têm criado constrangimentos as famílias e aos professores, que muitas vezes se vêm obrigados a uma sobrecarga horária e a ter que leccionar em três estabelecimentos numa única semana”, indicou.

Defendeu a necessidade de definir um sistema de ensino “que seja holístico, integrado, inclusivo, que estimula criatividade e capacidade empreendedora” para que o país atinja as suas aspirações, enquanto nação.

E para atingir esse objectivo, Janira Hopffer Almada disse que “a peça charneira é o professor, que estabelece a ligação entre aqueles que vão aprender e que serão os cidadãos do futuro do país que pretendemos construir”.

Falando do ensino superior em Cabo Verde, Janira Hopffer Almada criticou o Governo e afirmou que este sector esteve parado nestes dois anos.

“Não houve nem uma rotura com a visão anterior e nem se apresentou ao país uma nova visão para o ensino superior”, afirmou.

A presidente do PAICV spontou quatro “pilares essenciais” sobre os quais Cabo Verde terá que “agir imediatamente”: o acesso, o financiamento, a qualidade e pertinência ou a relevância do ensino superior no país.

O PAICV defendeu também a instalação do ensino superior em todas as ilhas, através da universidade aberta de Cabo Verde. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,21 abr 2018 18:45

Editado porFretson Rocha  em  20 set 2018 3:22

pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.