GAO volta a alertar para risco de sobreendividamento

PorExpresso das Ilhas,6 jul 2018 18:52

1

Missão do Grupo de Apoio Orçamental (GAO) terminou visita a Cabo Verde e voltou a apelar para uma solução para os TACV e a alertar para o risco de sobreendividamento do país apesar dos sinais positivos dados pela economia nacional.

O crescimento do PIB em 3,9% em 2017, a diminuição da dívida pública para os 126% do PIB no mesmo ano e o aumento da procura interna são sinais positivos que o GAO assinalou no final da visita que fez a Cabo Verde. No entanto, os responsáveis do GAO não deixaram de alertar para o risco de sobreendividamento do país e para a necessidade de prosseguir com as reformas em curso.

Mais uma vez o GAO voltou a chamar a atenção para “importância de se concluir rapidamente as negociações em curso, especialmente em relação à companhia aérea nacional”. Uma negociação que, comentou Olavo Correia, ministro das Finanças, “devia estar concluída ontem”. “O processo já começou com a avaliação da empresa e temos um cronograma para podermos receber a proposta técnica e financeira”, acrescentou.

No entanto, apesar de reconhecer que a privatização da TACV “é uma questão de urgência”, Olavo Correia lembrou que a conclusão do processo “não depende apenas do governo. Depende do mercado, dos parceiros e investidores”.

Quanto à possibilidade de renovação do contracto de gestão da TACV com a Icelandair o ministro das Finanças explicou que é um contrato que “está em curso”. No entanto, “uma vez privatizada a empresa, deixará de fazer sentido qualquer contrato de gestão assumido pelo estado de Cabo Verde”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,6 jul 2018 18:52

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 nov 2018 3:22

1

pub.
pub.
pub

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.