Binter não precisa de contrato para operar em Cabo Verde, repete Ulisses

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,25 out 2018 7:17

​O primeiro-ministro afirmou quarta-feira que o Governo assinou um memorando de entendimento com a Binter CV e que não é necessário um contrato para que a empresa opere no mercado dos transportes aéreos em Cabo Verde.

Ulisses Correia e Silva falava na sessão plenária da Assembleia Nacional, durante o debate mensal com o chefe de Governo, quando instado pelo PAICV a prestar esclarecimentos sobre o tipo de contrato que o Governo mantém com a Binter Cabo Verde, um tema que dominou o debate no período da tarde.

Segundo o chefe do executivo, a empresa tem o licenciamento exigido e opera nas condições de regulação de Cabo Verde.

“Não há contrato, porque não é necessário [para] uma empresa operar no mercado dos transportes aéreos em Cabo Verde, tem é que ter licença e respeitar as regras de regulação e é isso que faz a Binter operar aqui em Cabo Verde e aquilo que existe com o Governo é o memorando de entendimento”, disse Ulisses Correia e Silva, sublinhando que o Governo por ele liderado tem responsabilidade para com as políticas de transportes aéreos em Cabo Verde.

O debate mensal com o Primeiro-Ministro inaugurou um novo modelo de debate entre os deputados e o chefe de Governo, previsto no novo regimento. Os deputados estão reunidos na segunda sessão plenária da Outubro. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,25 out 2018 7:17

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  17 jul 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.