Jorge Carlos Fonseca defende cooperação económica “mais forte” com o Brasil

PorExpresso das Ilhas, Lusa,20 ago 2019 7:59

​O Presidente da República disse segunda-feira que as relações do país com o Brasil "são muito boas" a nível histórico, cultural, político e diplomático, mas considera que a cooperação económica e empresarial pode ser "muito mais forte".

"Se as relações com o Brasil a nível histórico, cultural, político e diplomático são muito boas, creio que há necessidade e poderemos aspirar a muito mais. As potencialidades que o Brasil tem podem ser suporte de uma cooperação económica, empresarial muito mais forte", considerou Jorge Carlos Fonseca.

O Presidente falava em conferência de imprensa, na cidade da Praia, de antevisão à deslocação ao Brasil, onde na quarta-feira vai receber o título de doutor honoris causa pela Universidade Federal de Ouro Preto, de Minas Gerais.

Para o chefe de Estado, visitas como esta ao Brasil, que têm um cunho essencialmente académico-cultural, "são sempre mais uma pedra na construção de um edifício do relacionamento cada vez mais próximo e profundo".

Seja no quadro bilateral, seja no quadro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Jorge Carlos Fonseca disse que Cabo Verde deve procurar sempre "estender e alargar" essa cooperação.

Sobre a distinção com o título de doutor honoris causa pela Universidade Federal de Ouro Preto, o chefe de Estado cabo-verdiano assumiu que lhe é atribuído pelo seu percurso como político e como estadista, mas também pesaram outros aspectos da sua vida como intelectual, escritor e académico.

Por isso, admitiu que o título lhe "dá satisfação pessoal", mas que representa uma distinção para Cabo Verde.

Além de uma intervenção de agradecimento, Jorge Carlos Fonseca afirmou que vai dirigir uma mensagem centrada no relacionamento entre Cabo Verde e Brasil, entre cabo-verdianos e brasileiros, através da História, literatura, música e também pela cumplicidade política que existe entre os dois países.

A decisão de atribuir o título, tomada pelo conselho universitário daquela instituição de ensino superior em reunião ordinária de 19 de Julho, é justificada com a "contribuição política" de Jorge Carlos Fonseca.

O título resultou de deliberação do conselho universitário, mediante proposta do Conselho Departamental do Instituto de Filosofia, Arte e Cultura.

Ouro Preto e Cidade Velha (em Ribeira Grande, ilha cabo-verdiana de Santiago) são ambas Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO, em inglês).

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,20 ago 2019 7:59

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  14 out 2019 23:23

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.