​XVI Conferência dos Ministros da Justiça dos Países de Língua Portuguesa culmina com a assinatura da Declaração de Santa Maria

PorSusana Rendall Rocha,23 nov 2019 11:03

A reunião dos ministros da Justiça de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste e seus representantes oficiais, decorreu na cidade de Santa Maria, ilha do Sal, “respondendo à visão do Governo de Cabo Verde de descentralização, considerando a importância de cada uma das ilhas do arquipélago”, nas palavras da Ministra da Justiça e Trabalho de Cabo Verde, durante a sua intervenção de boas vindas.

A sessão solene de abertura oficial foi presidida pelo Chefe do Governo, Ulisses Correia e Silva, que destacou o “importante contributo que a cooperação judiciária” entre os países de língua oficial portuguesa, tem tido, com vista à “troca de experiências, formação, capacitação técnica e harmonização legislativa”.

“A justiça não mais se resume à mera resolução de conflitos inter-partes, assumindo-se no glocal como um indicador e uma referência do estado de desenvolvimento de uma nação”, afirmou o Primeiro-Ministro.

O evento contou ainda com a presença de entidades ilustres do Estado, nomeadamente o Presidente do Conselho Superior de Magistratura Judicial, o Presidente da Câmara municipal do Sal, o Presidente da Assem bleia municipal do Sal, entre outras figuras ilustres.

A Conferência dos Ministros da Justiça dos Países de Língua Portuguesa continuou à porta fechada durante todo o dia e parte da noite de sexta-feira, 22, tendo culminado com a assinatura da Declaração de Santa Maria, leitura e aprovação d a acta.

Em seguida, os ministros da justiça dos países de língua portuguesa e seus altos representantes foram convidados para um jantar de confraternização num dos hotéis da cidade de Santa Maria.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Susana Rendall Rocha,23 nov 2019 11:03

Editado porFretson Rocha  em  13 ago 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.