“2020 será o ano de consolidar projectos “– Abraão Vicente

PorSheilla Ribeiro,4 dez 2019 15:23

O Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abrãao Vicente, disse hoje, que 2020 será o ano de consolidar projectos e que, até Dezembro, todas as obras iniciadas durante o seu mandato estarão concluídas.

Abraão Vicente fez essas considerações à margem da audição do Orçamento do Estado para o ano económico de 2020, na Comissão Especializada de Educação, Cultura, Saúde, Juventude, Desporto e Questões Sociais do Parlamento.

De acordo com aquele governante, no próximo ano não será iniciado nenhum projecto novo, razão pela qual não há um aumento definitivo das verbas do Ministério da Cultura e Indústrias Criativas.

O ministro garantiu que o Governo vai conseguir entregar a Igreja da Nossa Senhora do Rosário, a Igreja de Nossa Senhora da Luz e a reconstrução da Igreja de Santiago Maior. Relativamente aos financiamentos dos editais públicos, afirmou que tanto os projectos privados como para o Carnaval continuarão a ser feitos com normalidade.

No que tange as verbas para museologia e museografia do Instituto do Património Cultural (IPC), Abraão Vicente assevera que estão dispersas em várias rubricas e que rondam os 15 mil contos, para a implementação do plano de salvaguarda da Morna.

Apesar da diminuição de 8,1% no orçamento de investimento, por se demandarem menos verbas do que no ano passado, o Ministro da Cultura e das Indústrias Criativas sustentou que “não está comprometida” a execução de nenhum projecto.

O museu de Nossa Senhora da Luz, conforme avançou, vai ter dupla vertente: museu e local de culto.

“Com a descoberta de ossadas, de cachimbos, de um conjunto de instrumentos que podem ditar a sua releitura, nós iremos relevar uma parte da igreja para criar essa descrição histórica, para enriquecer, porque pode não ser suficiente, para quem se desloca até Alcatraz,  ver só a igreja. É preciso ter todo um trabalho de descrição do trabalho de restauração”, proferiu, acrescentando que a capela de São Sebastião será uma zona dedicada apenas ao trabalho do museu.

O orçamento do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas para 2020, representa cerca de 0.71% do Orçamento do Estado. O plafond orçamental daquele ministério é na ordem dos 485 milhões, 582 mil e 175 escudos cabo-verdianos. De acordo com Abraão Vicente o orçamento de funcionamento tem um peso de 69% sobre o orçamento global do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,4 dez 2019 15:23

Editado porSheilla Ribeiro  em  25 ago 2020 23:21

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.