Legislativas 2021/Fogo: “Governo desinvestiu no mundo rural justificando o falhanço com a seca e pandemia” – cabeça-de-lista do PAICV

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,6 abr 2021 9:49

O governo do MpD “desinvestiu” no mundo rural ao reduzir o investimento anual, que era de 3.5 milhões de contos/ano para menos de um milhão de contos, disse a candidata do PAICV, Eva Ortet.

A cabeça-de-lista, que esteve na segunda-feira, 05, em campanha no interior centro de São Filipe, indicou que a seca é um fenómeno que “ocorre com frequência e não pode ser argumento” para o “não cumprimento das promessas”.

“Se algum governo utiliza a seca para justificar o incumprimento das promessas, é um mau governo, porque Cabo Verde sempre foi um país de seca”, disse a candidata do PAICV, para quem um governo que se preze deve, nestas ocasiões, trabalhar para demonstrar que, apesar da seca, conseguiu dar a volta à situação.

Segundo a mesma, isso não aconteceu e os agricultores e criadores de gado “sofreram” durante os três anos de seca, já que era preciso um “processo forte” de mobilização de mais água, porque para se ter agricultura é preciso fazer mais investimentos e não reduzi-lo para menos de um terço para o mundo rural, como aconteceu.

Para Eva Ortet a “desculpa com a pandemia” também “não é aceitável”, lembrando que a pandemia da covid-19 começou há pouco mais de um ano, Março de 2020, e que o MpD governou de 2016 a 2019 sem pandemia e com um crescimento de 5%, com dinheiro “que nunca mais acaba” e, por isso, com todas as condições para fazer mais.

Na ilha do Fogo, sublinhou, em 2016 o governo encontrou o projecto de abastecimento de água de Inhuco a Campanas de Cima, que beneficia mais de cinco mil pessoas, e durante este período a sua extensão não passou de Aleixo Gomes.

“O projecto parou quando nos anos da seca era para implementá-lo para acudir as famílias”, disse Eva Ortet, lembrando que os materiais tinham sido adquiridos e encontravam-se armazenados na ilha, o projecto tinha financiamento garantido e era preciso “só um pouco de vontade política para desenvolver este projecto”.

Hoje a caravana do PAICV tem agendado encontro com as populações de Inhuco, no período da tarde, e, à noite, no bairro de Lém de Meio, sendo que as várias equipas vão estar em contacto porta a porta em várias localidades dos três municípios.

A cabeça-de-lista, Eva Ortet vai estar, no período da tarde, em Fonte Aleixo Sul, município de Santa Catarina do Fogo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,6 abr 2021 9:49

Editado porAndre Amaral  em  16 abr 2021 5:19

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.