Jorge Carlos Fonseca lidera missão de observação da CEDEAO às eleições na Guiné-Bissau

PorExpresso das Ilhas, Lusa,30 mai 2023 8:50

​O ex-presidente de Cabo Verde Jorge Carlos Fonseca vai chefiar a missão de observação da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) às eleições legislativas na Guiné-Bissau, anunciou hoje o próprio.

“Aceitei o convite formulado pelo presidente da comissão da CEDEAO, doutor Omar Alieu Touray, para chefiar uma ampla missão de observação eleitoral às eleições legislativas que terão lugar no dia 04 de Junho na Guiné-Bissau”, anunciou Jorge Carlos Fonseca.

“Uma missão que integrará 'experts' dos ministérios dos Negócios Estrangeiros, embaixadores da CEDEAO acreditados nos diferentes países-membros, deputados dos parlamentos dos países-membros, membros do Tribunal de Justiça da CEDEAO, membros do ‘Council of the Wise’ [Conselho de Sábios] da organização, representantes das diferentes comissões eleitorais nacionais, de organizações das sociedades civis e dos media, além de outros peritos”, explicou.

Jorge Carlos Fonseca foi Presidente da República, em dois mandatos, de 2011 a 2021. Em Janeiro de 2021 tornou-se o primeiro Presidente cabo-verdiano a realizar uma visita de Estado à Guiné-Bissau.

“Será a mais larga e representativa das missões de observação presentes na Guiné-Bissau, com muitas dezenas de observadores. Uma delegação técnica da CEDEAO já está no terreno há algum tempo na Guiné-Bissau, nomeadamente para apoio à comissão eleitoral local, mas igualmente para acompanhamento de todos os aspectos do processo eleitoral”, apontou ainda o ex-Presidente cabo-verdiano.

Jorge Carlos Fonseca já tinha presidido a uma missão de observação semelhante em Angola, pela Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), e prevê chegar a Bissau na quarta-feira.

“Uma deferência pessoal que me honra, mas que privilegia também o meu país, Cabo Verde”, descreveu.

A CEDEAO é composta por Benim, Burkina Faso, Cabo Verde, Costa do Marfim, Gâmbia, Gana, Guiné-Conacri, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Níger, Nigéria, Serra Leoa, Senegal e Togo.

Duas coligações e 20 partidos políticos guineenses disputam as legislativas de 04 de Junho.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Lusa,30 mai 2023 8:50

Editado porAndre Amaral  em  20 fev 2024 23:28

pub.

pub.

pub
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.