Governo quer atingir meta de 1,5% do PIB para investigação científica

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,21 out 2023 13:28

​O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, disse sexta-feira, no Mindelo que o Governo quer atingir 1,5 por cento (%) do Produto Interno Bruto (PIB) dedicados à investigação científica, através de investimentos públicos e privados.

Ulisses Correia e Silva partilhou esta meta no encerramento do 1° Congresso Internacional Ciência, Inovação e Desenvolvimento da Lusofonia, que decorreu no Mindelo, organizado pela Universidade Lusófona de Cabo Verde (ULCV).

Segundo o primeiro-ministro, “aumentar a percentagem do investimento na investigação científica do PIB e a percentagem de investigadores, docentes e estudantes universitários em projectos de investigação e com publicações científicas em revistas nacionais e internacionais de referência são dois propósitos que devem ser prosseguidos”.

O governante explicou que foram criados um conjunto de incentivos fiscais e financeiros, para que se possa atingir em Cabo Verde 1,5% do PIB de investimento na investigação científica, através de investimentos públicos e privados.

Conforme Ulisses Correia e Silva, também já há dotação, no quadro do Orçamento de 2024 para a criação da Fundação para a Ciência, Inovação e Tecnologia e o Fundo de Investigação & Desenvolvimento cujos estatutos estão em fase de aprovação governamental.

“É importante porque têm como objectivo captar e mobilizar investimento internacional e interno para o fomento da ciência, a formação de quadros altamente qualificados, a inovação científica nacional e o fomento de publicações científicas e de extensão universitária”, frisou.

Ulisses Correia e Silva defendeu a necessidade de intensificar a diplomacia educativa, científica e tecnológica para garantir a densificação da cooperação internacional em matéria da educação, da investigação, inovação e mobilidade de investigadores e estudantes do ensino superior, propondo a ideia da criação de um Erasmus CPLP, ideia esta já partilhada com o primeiro-ministro de Portugal, António Costa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,21 out 2023 13:28

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  24 jun 2024 23:29

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.