O regresso do Estrela do Mar

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,21 fev 2019 10:43

O Estrela do Mar quer chegar ao pódio no Carnaval Mindelense, no desfile que marca o seu regresso após sete anos de ausência. O grupo carnavalesco pretende desfilar com cerca de 600 figurantes, 10 alas e três andores, exactamente no dia em que comemora 45 anos de existência.

Papi Tavares, vice-presidente da colectividade, diz que conseguir sair este ano já é uma vitória, mas a ambição é sempre conseguir o título.

“Estamos a trabalhar para isso. Mas pôr o grupo na rua este ano já é uma vitória. O Carnaval mudou, criar uma estrutura que consegue dinamizar as pessoas a acreditar e chegar na fase final nos estaleiros, de afinação de música e alegria dos foliões nos ensaios, para mim, já é uma vitória”, diz, em entrevista ao 40 Graus, da Rádio Morabeza.

No dia 5 de Março, o grupo quer apresentar, na rua de Lisboa, o resgate da estrela, mostrando o passado, o presente e o futuro, com uma mensagem para um Carnaval mais sustentável, amigo do meio ambiente. É uma forma de marcar o regresso do Estrela do Mar.

“Queríamos que o Estrela regressasse, então foi um resgate mas na paz. Vivemos num mundo turbulento, mas pelo menos que no desfile seja um momento de enviar uma mensagem de paz. Na parte do futuro, criámos uma secção onde vamos trabalhar com materiais reciclados, isso para mostrar que é possível fazer um Carnaval através da reciclagem”, explica.

O Estrela do Mar desfila ao som da música “Gongon”, de Papi Tavares. Fundado em 1974, o grupo sagrou-se vencedor do Carnaval do Mindelo por quatro vezes. A última vez que desfilou foi em 2012.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,21 fev 2019 10:43

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  12 nov 2019 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.