"A Macaronésia trocada por miúdos" da autoria de Susana Gramilho apresentado na Praia

PorAntónio Monteiro,30 mai 2024 11:21

A apresentação do livro infantil "A Macaronésia trocada por miúdos" acontece esta sexta-feira, pelas 10h30, no Palácio da Cultura Ildo Lobo, na Praia. A cerimónia de lançamento será conduzida pela professora e declamadora Alice Moreira, e a apresentação do livro estará a cargo da escritora Natacha Magalhães.

A autora Susana Gramilho, natural do Funchal, é Cônsul Honorária de Cabo Verde na Madeira. O objectivo da obra, lê-se na nota de imprensa, é dar a conhecer aos leitores mais novos os encantos dos arquipélagos do Atlântico Norte, as suas características mais dominantes. “Através desta obra, as crianças poderão ter uma introdução ao conhecimento da Macaronésia, de que se trata e por que razão as ilhas que a constituem são tão únicas e especiais”.

O livro tem 23 páginas, com nove ilustrações de página dupla que representam uma viagem metafórica por alguns dos elementos mais característicos dos arquipélagos da Macaronésia, apresentados de forma simbólica e colorida, adequada ao público a quem se destina a obra.

“Assim, através das ilustrações, foram retratados de uma forma simbólica os elementos descritos no texto: as dunas douradas de Cabo Verde, as levadas e jardins da Madeira, as verdes-montanhas dos Açores, os vulcões e palmeiras das Canárias, assim como aves e plantas exóticas e outras representações coloridas destes arquipélagos. Desta forma, as crianças poderão ter uma ideia visual e diferenciadora de algumas das características mais belas e marcantes destes arquipélagos”, explicou a autora em entrevista ao Expresso das Ilhas.

A ideia do título "A MACARONÉSIA TROCADA POR MIÚDOS", que no fundo é um trocadilho, foi de transmitir a um público jovem, entre os 5 e os 12 anos, que se trata de uma explicação sucinta do que é a Macaronésia. Entretanto, Susana Gramilho revelou ao Expresso das Ilhas que já está a amadurecer a possibilidade de escrever sobre a Macaronésia para um público menos jovem. “Ou, em alternativa, quem sabe algum outro conceito, que se verifique pouco divulgado entre as nossas crianças. Elas são o futuro. Acredito que devemos investir e apostar nelas”.

África ou Macaronésia

Questionada se Cabo Verde é África ou Macaronésia, Susana Gramilho afirmou que são as duas coisas, explicando: “Cabo Verde é África porque é um país insular localizado num arquipélago no oceano central, constituído por dez ilhas vulcânicas com área de terra combinado com 4.033 km2. As ilhas ficam entre 600 e 850 km a oeste da península senegalesa do Cabo Verde, situado no ponto mais ocidental da África continental. Cabo Verde também pertence à Macaronésia; está localizado na região biogeográfica que compreende mais três arquipélagos: Açores, Madeira e Canárias. Todas essas ilhas são vulcânicas e mantêm entre si afinidades biológicas e humanas. A fauna e a flora da região são bastante diversificadas, abundando as espécies endémicas. A insularidade faz parte do quotidiano das pessoas e vivem com desafios constantes em relação à força da natureza. Por essa razão são habitantes com grande capacidade de resiliência devido às próprias adversidades no meio natural”.

image

Quem é Susana Gramilho?

Susana Gramilho é Cônsul Honorária de Cabo Verde na Madeira. Natural do Funchal, define-se como uma cidadã portuguesa, “de coração cabo-verdiano e com uma ligação incrível e inexplicável a Cabo Verde e ao seu povo e que quer deixar um legado, marcar a diferença, e não apenas ter uma representação consular. Que procura oportunidade de ir mais além por Cabo Verde e pelos cabo-verdianos.

Possui mestrado em Ciências da Educação e pós-graduação em Gestão. Destaca-se pela sua dedicação ao fortalecimento das relações diplomáticas, comerciais e educativas entre a Madeira e Cabo Verde. É também Presidente da Associação de Promoção da Macaronésia da Madeira, e no âmbito destas actividades criou a presente obra, uma iniciativa que espelha “o seu compromisso com a promoção da Macaronésia em todas as suas valências, acreditando que esta disseminação deverá também chegar aos mais novos. É por esta razão que este livro pretende transmitir a importância e a diversidade da Macaronésia de uma forma acessível e informativa”, observou.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:António Monteiro,30 mai 2024 11:21

Editado porAndre Amaral  em  23 jul 2024 23:29

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.